“Elis” e “Cazuza” são destaque no prêmio Cesgranrio de Teatro

Aconteceu na noite de ontem, 21, a primeira edição do Prêmio Cesgranrio de Teatro, no Rio de Janeiro. O evento, produzido pela Fundação Cesgranrio, prestigiou atores e peças encenadas ao longo do ano de 2013, com o propósito de incentivar a cultura e o teatro na cidade carioca.

Os musicais não ficaram de fora da premiação. Entre os concorrentes na categoria estavam Elis, A musical“, “Cazuza – Pro dia nascer feliz – O Musical“, “Pacto – Relações podem ser fatais“, “Rock in Rio – O musical“, “Como vencer na vida sem fazer força“, “Jim“, “Na bagunça do teu coração eAs mulheres de Grey Gardens.

Na categoria de Melhor Ator em um Musical, Emílio Dantas foi o grande vencedor, pela sua atuação como Cazuza, em “Cazuza, Pro dia nascer feliz – O Musical”. Ao lado de Emílio, concorreram também os atores Eriberto Leão (“Jim”), Felipe Camargo (Elis, A musical), Gregório Duvivier (“Como vencer na vida sem fazer força”) e Ícaro Silva (“Rock in Rio – O Musical”).

SONY DSC
Emílio Dantas recebe o prêmio pela sua atuação em “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz” / FOTO: Carol Grosskopf/MF Models assessoria

Já entre as cantrizes, Laila Garin recebeu o prêmio de Melhor Atriz em um Musical, na pele da “Pimentinha” Elis Regina, concorrendo com Adriana Garambone (“Como vencer na vida sem fazer força”), Lucinha Lins (“Rock in Rio – O musical”) e Suely Franco (“As mulheres de Grey Gardens”).

SONY DSC
Laila Garin venceu na categoria de “Melhor Atriz em um Musical” / Foto: Carol Grosskopf/MF Models assessoria

Délia Fischer foi outra vencedora da noite no Copacabana Palace, recebendo o prêmio de Melhor Direção Musical por “Elis, A musical”. Curiosamente, Délia também concorreu com outro espetáculo, “Rock in Rio – O Musical”, na mesma categoria.

Apesar de ser um dos favoritos e com oito indicações, “Elis, A musical” venceu apenas duas categorias: “Melhor Atriz em um Musical” e “Melhor Direção Musical”.
Ao todo, foram distribuídos R$ 300 mil em prêmios na cerimônia de ontem, e cada vencedor recebeu o valor de R$ 25 mil.

Para ver as peças vencedoras, acesse aqui.

Um teatro, três nomes e muitas histórias…

Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 411: um ponto de referência cultural, localizado a 83 anos na região central da cidade de São Paulo. Esse é o endereço de um famoso Teatro chamado Renault

Conhece?? … Não?? … Aí é que você se engana…

Inaugurado em 1929, ele já foi chamado de Cine-Teatro Paramount, e ficou conhecido pela sociedade como o “Palácio Encantado”. Exibiu o primeiro filme falado da América Latina e entre os vários destaques que fizeram história nele, o “boom” aconteceu mesmo na década de 60, ao ser palco de grandes nomes internacionais como Nat King Cole e Louis Armstrong , além de ícones da música brasileira como Tom Jobim, Aguinaldo Rayol, Roberto e Erasmo Carlos, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, entre outros. O Paramount ainda cedeu espaço para grandes festivais para dos movimentos da Jovem Guarda e do Tropicalismo, além de realizar o “Festival de Música Popular Brasileira” transmitido pela TV Record.

Mas o ritmo que ia muito bem, freou diante de um incêndio em 1969 e que acabou destruindo boa parte das instalações, situação essa que foi revertida graças ao Grupo Abril, que juntamente com a CIE Brasil – subsidiária do grupo mexicano Corporación Interamericana de Entretenimiento –  o rebatizaram com o nome de Teatro AbrilA platéia de quase 2000 lugares foi dividida em cinco pequenas salas de cinema e teatro. Ele chegou a ser interditado temporariamente pelo Departamento de Controle e Uso de Imóveis (Contru) em 1990 e sem conseguir recuperar o glamour, enfrentou uma fase decadente e fechou suas portas em 1996, sem data prevista de reabertura.

Mas no ano de 2000, o teatro que nunca deixou de ser um marco paulistano, recebeu um investimento de 10 milhões, tudo foi demolido para receber novas instalações, com exceção do foyer, da fachada em art nouveau e do saguão, devido ao tombamento pelo patrimônio histórico, que aconteceu na década de 80. O “resgate” acontece, o prédio fica novo em folha, e é em 2001 que ele volta a ativa e trás como atração inaugural o clássico espetáculo musical “Les Misérables”, de Victor Hugo. Com capacidade para 1.552 espectadores, sendo 489 lugares no balcão, 104 nos camarotes e 959 na plateia, a temporada foi um sucesso! Mais de 300 mil pessoas assistiram a montagem e ficou sendo este o pontapé inicial para o apelido simpático que São Paulo recebeu de: “a Broadway brasileira”.

A cidade acabou se tornando uma espécie de “imã” para esse tipo de arte e nos últimos 11 anos, recebeu clássicos como “A Bela e a Fera”, “Chicago”, “O Fantasma da Ópera”, “Miss Saigon”, “Mamma Mia!” e “Cats”.

Não se pode negar que o lugar e suas atrações são um sucesso, mas as mudanças não param, e ainda que algumas pessoas – mais tradicionais, demonstrem certa resistência em aceitá-las e vê-las de forma positiva, o teatro localizado na Bela Vista, acaba de passar por mais uma: mantendo a ideia de emprestar nomes de grandes marcas a locais destinados a espetáculos, a Time For Fun (T4F) – Entretenimentos assinou recentemente um contrato de “naming rights” com a montadora de carros Multinacional Renault, e desde o dia 01º de Novembro, o Teatro Abril passou a se chamar Teatro Renault. O valor da negociação não foi divulgado, só se sabe que o contrato vai até 2017, podendo ser renovado por mais cinco anos.  

A empresa francesa, que considera estar em seu melhor momento no Brasil desde sua chegada – a 14 anos – tem como intuito aproximar ainda mais os brasileiros de sua marca com o projeto e propor a eles outros produtos vinculados ao nome. E para comemorar essa união promissora, aconteceu em 30 de Outubro, uma festa no próprio teatro, com a presença do presidente da T4FFernando Alterio, e da Renault do Brasil, Olivier Murguet, além de convidados importantes de ambas as partes dessa parceria. A noite foi embalada pela música de Maria Gadú e Nando Reis, que ao final fizeram duetos com clássicos do ruivo.

Com o musical A Família Addams encerrando o ciclo de sucessos do Abril, vem ai uma nova sequência de espetáculos muito esperados, e tudo graças a parceria da Time For Fun com a Disney Theatrical Group, que serão responsáveis por uma inauguração em grande estilo para o Teatro Renault. Em março de 2013, o musical O Rei Leão chega a São Paulo – e comenta-se por ai que o espaço passará por uma reforma para comporta-lo. Depois dessa temporada na selva, a única certeza é que nos próximos 5 anos mergulharemos no fundo do mar de “A Pequena Sereia” e sentiremos os ventos do Leste de Londres, em “Mary Poppins”… Esses dois clássicos também vão estrear por aqui e ainda que pouco se saiba sobre as datas, muito se sabe sobre as expectativas: são as melhores possíveis!!!

Nova fachada