Conheça os primeiros nomes do musical “Company”

Depois de um período de três anos de espera, finalmente os planos de Reiner Tenente de produzir o musical “Company” se concretizam. A tão aguardada montagem será protagonizada pelo ator, que interpreta o personagem Bobby, um solteirão às vésperas do aniversário de 35 anos que questiona as relações humanas, principalmente aquelas propostas pelo casamento.

Reiner será acompanhado no palco por Helga Nemeczyk, Myra Ruiz, Cláudio Galvan, Cris Pompeo, Wladimir Pinheiro, Joana Mendes, Renan Mattos, Anna Bello, Stella Maria Rodrigues e Victor Maia, em papéis que ainda serão anunciados. Também foram escolhidos nomes por meio de audições.

Veja como foi o processo seletivo da comédia musical “Company”

 

 

Esta é a segunda montagem do musical de Stephen Sondheim e George Furth no Brasil. A primeira se deu em 2001, em uma produção de Claudio Botelho e Charles Möeller, um dos primeiros trabalhos da dupla. O espetáculo foi protagonizado pelo próprio Claudio Botelho, que também versionou o musical. O elenco contou ainda com Claudia Netto, Totia Meireles, Daniel Boaventura, Regina Restelli, Solange Badim, Ricca Barros, Cidália Castro, Mauro Gorini, Raul Serrador, Paulo Mello, Sabrina Korgut, Doriana Mendes e Patrícia Levy.

Elenco da produção de 2001 do musical
Elenco da produção de 2001 do musical “Company”. FOTO: Site Moeller Botelho

Como parte da pesquisa para a produção, Reiner foi a Londres em 2018 para conferir a recente montagem do espetáculo, que surpreendeu por trocar o gênero do protagonista para uma mulher, além de outros personagens, que passaram a ser um casal homoafetivo. A proposta da diretora Marianne Elliott foi revitalizar a obra, que estreou originalmente em 1970.

Veja a apresentação de Rosalie Craig, protagonista de “Company” em Londres

O espetáculo terá direção de João Fonseca, parceiro de Reiner Tenente em outras produções, como “Tim Maia, Vale Tudo – O Musical” e na coordenação artística do evento “Tudo Ao Contrário”.  “Company” estreia em 29 de agosto no Teatro Sesc Ginástico, Rio de Janeiro.

*Com informações do Blog do jornalista Ubiratan Brasil, do jornal Estadão.

Musical “Os Últimos 5 Anos” reestreia em São Paulo em curta temporada

O encontro e o desencontro vivido por Jamie e Cathy em “Os Últimos 5 Anos” (The Last Five Years), musical que fez sua estreia em São Paulo em setembro de 2018, está de volta à cidade, de casa nova e em dia e horário nobre, para uma curta temporada.
A produção estrelada e conduzida por Beto Sargentelli e Eline Porto chega dia 03 de agosto no Teatro Nair Bello, localizado no Shopping Frei Caneca, podendo ser vista até o dia 18 do mesmo mês, período este que promove seis únicas apresentações.

Com texto escrito pelo jovem dramaturgo Jason Robert Brown, ele se inspirou nas próprias experiências e no fracasso de seu casamento – ao longo de cinco anos – com Theresa O’Neill, para contar a história de um escritor em ascensão e uma aspirante a atriz que caminham na contra-mão de suas carreiras e consequentemente do relacionamento. O musical fez sua estreia oficial em Chicago, nos Estados Unidos, em 2001, entrou para o circuito off-Broadway e ganhou montagens em mais de 10 países, além de render uma adaptação cinematográfica estrelada por Anna Kendrick e Jeremy Jordan em 2015.

OU5A - Foto Gustavo Arrais
Beto Sargentelli e Eline Porto são Jamie e Cathy | Foto: Gustavo Arrais

No Brasil a montagem, produzida pela H Produções, Lumus Entretenimento e Andarilho Filmes, conta com a direção de João Fonseca, a direção musical de Thiago Gimenes, as versões de Rafael Oliveira, o desenho de luz de Paulo César Medeiros e o desenho de som de Tocko Michelazzo que, somado ao talento dos experientes protagonistas, valorizam a construção cênica incomum do espetáculo, em que os atores ‘cantam’ seus pontos de vista sobre o fim da relação em ordens cronológicas opostas e em tempos diferentes, de modo que, o único momento de contracena, é quando acontece o casamento. Vale conferir!

SERVIÇO:

Onde: Teatro Nair Bello – 3º Piso do Shopping Frei Caneca
Rua Frei Canena, 569
Quando: 03 a 18 de agosto
Sábados 21h e Domingos 19h
Quanto: R$80 (inteira) | R$40 (meia)
*Alunos da Escola Wolf Maya R$30
Duração: 80 minutos
Classificação: 14 anos

 

Audições para “Company” estão abertas!

Após certo suspense, Reiner Tenente começa a dar forma a um projeto sonhado há pelo menos três anos. O ator e arte-educador abre audições para três vagas em sua montagem de “Company” no Rio de Janeiro.

A produção procura atores /cantores entre 30 e 45 anos com noções de dança para papéis masculinos. Já para atrizes, é preciso ter entre 25 e 45 anos e as mesmas habilidades mencionadas acima.

Serão selecionados três artistas nesse processo seletivo. O prazo de envio do material (currículo, foto e um vídeo cantando uma canção de Company) é até 1 de julho. Os materiais devem ser enviados para o email producao@ceftem.com.

62256753_328382054757557_752297876202453152_n

“Company” conta a história de Bobby, um solteirão de 35 anos que precisa lidar com suas escolhas e a chegada da maturidade. É um dos musicais mais conhecidos de Stephen Sondheim, com libreto assinado por George Furth. Estreou originalmente na Broadway em 1970 e vem ganhando remontagens de tempos em tempos.

A mais recente, de Londres, trouxe uma inovação, trocando o gênero do protagonista para feminino, questionando a ideia de uma mulher madura não estar casada. Outros personagens também tiveram seu gênero invertido, o que garantiu até a inclusão de um casal gay na trama.

 

 

De volta aos palcos, saiba quem está no elenco de “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz”

O musical que fez sucesso pelo Brasil contando a história da vida e obra de Agenor de Miranda Araújo Neto, mais conhecido como Cazuza, cantor e compositor de inúmeros sucessos, está de volta aos palcos. Depois de seis anos da grande estreia, o premiado “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz” retorna a São Paulo para uma primeira temporada no Teatro Porto Seguro, com estreia marcada para 19 de julho, tendo já programada uma nova turnê no país.

A produção, com texto de Aloísio de Abreu, direção de João Fonseca e direção musical de Daniel Rocha, ganha novo fôlego com o ator Osmar Silveira no papel do jovem poeta que eternizou canções como “Codinome Beija-Flor”, “Vida Louca Vida”, “Faz Parte do Meu Show” e a que dá nome ao musical, “Pro Dia Nascer Feliz”. Conhecido também de novelas exibidas pela Rede Globo e Record TV, Osmar, que acompanha a produção da Chaim Entretenimento desde a primeira temporada como parte do elenco, já assumia desde 2014 a responsabilidade de dar vida ao, carinhosamente apelidado de Caju, como stand-in do premiado Emílio Dantas.
Também retornam ao espetáculo e nos mesmos papéis Marcelo Várzea e Susana Ribeiro como os pais do cantor, João e Lucinha Araújo, André Dias como Ezequiel Neves, Fabiano Medeiros como Ney Matogrosso, Bruno Narchi, Oscar Fabião, Carol Dezani, Carlos Leça, Igor Miranda, André Viéri, Philipe Carneiro Dezo Mota. Se juntam ao time os atores Fabiana TolentinoMatheus Paiva Pamella Machado.

Foto_CAZUZA_Pro Dia Nascer Feliz

A equipe criativa conta com o trabalho da diretora residente Beatriz Lucci, do coreógrafo Alex Neoral, do cenógrafo Nello Marrese, da figurinista Carol Lobato, da visagista Juliana Mendes, dos designers de luz Daniela Sanches e Paulo Nenem, e do designer de som Gabriel D´Angelo.

SERVIÇO:

Onde: Teatro Porto Seguro
Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo
Quando: De 19 de julho a 25 de agosto
Sextas, às 21h; sábados, às 17h e 21h.Domingos, às 19h.
Sessões duplas (17h e 21h) nos dias 27/07, 03 e 10/08.
Nos demais sábados apenas a sessão das 21h.
Quanto: R$ 150,00 plateia / R$ 90,00 frisas / 75,00 balcão.
Classificação: 14 anos.
Duração: 2h30.

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos.
Estacionamento no local e Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ.

“Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz” ganha nova temporada em São Paulo

Após seis anos da estreia do premiado musical que fez sucesso no eixo Rio-São Paulo e conquistou plateias também em turnê nacional, sendo visto por mais de 200 mil pessoas, “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz” retorna a São Paulo em curtíssima temporada no Teatro Porto Seguro. Com estreia marcada para 19 de julho, a temporada anunciada se encerra em 25 de agosto e os ingressos já podem ser adquiridos a partir desta sexta, 31.

Levando ao palco um elenco de mais de 15 atores acompanhados por oito músicos, a produção que consagrou Emílio Dantas no papel do eterno poeta tem a direção de João Fonseca. A produção, que deve ainda passar pelo Rio de Janeiro e outras cidades, não teve os nomes do elenco divulgados.
Para os fãs, as canções mais marcantes como “Codinome Beija-Flor”, “Vida Louca Vida”, “Faz Parte do Meu Show” e a que dá nome ao musical, “Pro Dia Nascer Feliz”, não ficam de fora do repertório.

Foto_CAZUZA_Pro Dia Nascer Feliz

SERVIÇO:

Onde: Teatro Porto Seguro
Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo
Quando: De 19 de julho a 25 de agosto
Sextas, às 21h; sábados, às 17h e 21h.Domingos, às 19h.
Sessões duplas (17h e 21h) nos dias 27/07, 03 e 10/08.
Nos demais sábados apenas a sessão das 21h.
Quanto: R$ 150,00 plateia / R$ 90,00 frisas / 75,00 balcão.
Classificação: 14 anos.
Duração: 2h30.

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos.
Estacionamento no local e Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ.

Canções de Tina Turner embalam musical estrelado por Kacau Gomes e Evelyn Castro

As atrizes Evelyn Castro e Kacau Gomes vão estrelar “Quebrando as Regras“, musical autoral de Stella Maria Rodrigues, dirigido por João Fonseca. A trilha sonora do espetáculo serão as músicas de Tina Turner e o enredo contará a história de duas amigas, vividas Evelyn e Kacau, que tentam entrar em um show da rainha do rock em 1988 (possivelmente alguns dos estrondosos shows da diva realizados no Brasil no período). Kacau Gomes confirmou também os nomes de Saulo Segreto no elenco e Tony Lucchesi na direção da obra. A previsão de estreia é para abril de 2019 e a produção ainda anunciará o teatro receberá o espetáculo.

 

Experientes no palco, Kacau Gomes e Evelyn Castro acumulam trabalhos no teatro musical. Kacau atuou em “Les Misérables”, “Beatles Num Céu de Diamantes”, “Jekyll e Hyde – O Médico e O Monstro” e “Love Story”. Já Evelyn atuou em produções como “O Homem no Espelho”, “VAMP – O Musical”, “Cássia Eller – O Musical”, “O Beijo no Asfalto – O Musical” e “Tim Maia – Vale Tudo”. Curiosamente, em uma entrevista ao Jornal do Comércio, Evelyn revela que Tina Turner é maior de suas inspirações na carreira como cantora, o que pode levar o público a esperar uma homenagem à altura de Tina Turner. A trajetória da cantora, por sua conta também já inspirou o musical “Tina“, que estreou no West End, em Londres, em abril deste ano.

raB!sco de “Os Últimos 5 Anos”

O musical que leva ao palco dilemas comuns de uma vida a dois, porém de forma pouco convencional, vem conquistando público e crítica desde sua estreia, em 16 de setembro, no Teatro Viradalata, em São Paulo.
Sucesso em vários países e inédito no Brasil, o romântico “Os Últimos 5 Anos”, de Jason Robert Brown, por vezes triste, mas que também pode ser bastante divertido, é estrelado por Beto Sargentelli, que chega ao seu 11º musical da Broadway, e Eline Porto, conhecida por abrilhantar produções nacionais no eixo Rio-São Paulo.

Juntos, o casal, que vive uma relação dentro e fora de cena, se encarrega de contar a história de Jamie e Cathy, mais precisamente sobre os cincos anos que compartilharam, onde ele, um escritor com a carreira em decolagem, revisita os altos e baixos da relação de forma mais prática, partindo do dia em que se conheceram até o fim do casamento. Na contramão, ela, uma atriz cheia de sonhos e frustrações, é tomada por sua sensibilidade e revê as coisas partindo do dia do término até o momento em que se viram pela primeira vez.

Com direção de João Fonseca, direção musical de Thiago Gimenes, versões de Rafael Oliveira, direção de movimento de Keila Bueno, design de luz de Paulo César Medeiros e de som de Tocko Michelazzo, a produção, que é também assinada pelo casal protagonista em parceria com Lucas Mello, está em cartaz aos domingos 21h30 e segundas 21h.

Processo Criativo

Arte Final

raBIsco OU5A

Musical “The Last Five Years” ganha versão brasileira com Beto Sargentelli e Eline Porto

O fim de um relacionamento contado sob duas perspectivas distintas. Essa é a premissa do musical off-Broadway “The Last Five Years”, que no Brasil ganhou o título “Os Últimos 5 Anos” e estreia em São Paulo dia 16 de setembro, no Teatro Viradalata.
A versão nacional, especialmente ambientada em São Paulo, é estrelada por Eline Porto e Beto Sargentelli, que se dividem entre a presença no palco e também nos bastidores, como produtores do musical ao lado de Lucas Mello.

O espetáculo foi escrito pelo jovem e promissor dramaturgo Jason Robert Brown a partir de suas próprias experiências e do fracasso de seu casamento com Theresa O’Neill. A estreia oficial foi no ano de 2001, em Chicago, nos Estados Unidos, seguida de produções no circuito off-Broadway e internacionais, passando por mais de 10 países.

Desde a primeira apresentação, o musical contou com atores de renome em seu elenco – Norbert Leo Butz, Sherie Renee Scott, Lauren Kennedy e, mais recentemente, Samantha Barks na produção do West End (Reino Unido) em 2016. Tamanho sucesso rendeu também uma adaptação cinematográfica em 2015, estrelada por Anna Kendrick e Jeremy Jordan, também reconhecido por seus trabalhos em espetáculos da Broadway como “Newsies” e filmes musicais como “Pitch Perfect” (“A escolha perfeita”).

OU5A - Arte

De forma semelhante, o elenco brasileiro conta com dois artistas experientes em musicais. Beto recentemente viveu Zezé Di Camargo, no musical “2 Filhos de Francisco – O Musical”, uma produção nacional da T4F inspirada no filme de mesmo nome, que conta a história de uma das duplas sertanejas mais conhecidas no país.

O ator já pôde ser visto ainda em grandes musicais como “O Rei Leão”, “Godspell – Em Busca do Amor”, “Shrek – O Musical”, “Jesus Cristo Superstar’ e “A Família Addams”. Já Eline também integrou o elenco de “2 Filhos de Francisco”, no papel de Zilu, mas antes passou por espetáculos como “O Despertar da Primavera”, “O Mágico de Oz”, “Beatles num Céu de Diamantes”, da dupla Möeller & Botelho, o biográfico “Cássia Eller  – O Musical”, em que viveu Maria Eugênia, companheira da cantora por mais de 14 anos, e o mais recente, “Zeca Pagodinho – Uma História de Amor ao Samba”.

A narrativa sobre os encontros e desencontros de um casal, vividos ao longo de cinco anos – como diz o nome do espetáculo, ganha ares inovadores no palco por ser contada em linhas do tempo distintas. Enquanto Cathy Hiatt (Eline Porto), uma aspirante a atriz, narra sua história do término do relacionamento ao começo, ele, Jamie Wellerstein (Beto Sargentelli), um escritor em ascensão, relembra os fatos em ordem cronológica, desde a primeira vez em que se viram até os últimos momentos. Dessa forma, o único ponto de intersecção entre os dois atores no palco é o casamento, um dos pontos altos do musical.

OU5A - CIDM7339
Os atores Beto e Eline com o diretor João Fonseca durante ensaio. | Foto: Daniel Porto

Curiosamente, Beto e Eline, que são namorados na vida real e que há algumas semanas estão vivendo na ponte aérea Rio-São Paulo, para ensaios com o diretor João Fonseca e o diretor musical Thiago Gimenes, junto do versionista Rafael Oliveira, já conseguiram pontuar semelhanças com seus personagens, sejam pelas características deles ou por algumas particularidades, e revelam em exclusiva ao B!.

Há uma identificação com a irreverência dele, eu me divirto muito fazendo o Jamie nesse lugar, pois ele brinca de forma leve, é divertido. O fato também dele ser um escritor não deixa de ser ‘trabalhar com arte’, como eu, então vejo similaridades também em situações profissionais, de expectativas e aprovações“, conta Beto.

Já Eline, destaca um ponto em comum em questão da natureza de seu trabalho.Eu me identifico com a Cathy porque nós duas somos atrizes, então tem todos os desafios da profissão, dos milhões de testes, dos ‘nãos’ que a gente recebe, enfim, de como lidar com todas essas emoções“, relata Eline.

SERVIÇO:

Onde: Teatro Viradalata
Rua Apinajés, 1387 – Sumaré, São Paulo – SP, 01258-001
Quando: 16/09 a 19/11
Domingos 21h30 e Segundas 21h
Quanto: R$50 a R$80 (inteira)
Venda especial: Site Oficial Os Últimos 5 Anos
Vendas: Site Ingresso Rápido e Bilheteria Local (sem taxa de conveniência)
Teatro Viradalata – Horário de atendimento ao público:
-terça a sexta – das 19h até 22h
-sábados – das 14h até 22h
-domingos – das 14h até 20h
Duração: 80 minutos (sem intervalo)
Classificação: 14 anos

 

 

Comédia “A Vida Não É Musical – O Musical” em nova temporada no RJ

A divertida comédia “A Vida Não É Um Musical” está em cartaz em nova temporada no Rio de Janeiro. Agora, o espetáculo dirigido por João Fonseca e Leandro Muniz, que também assina o texto, pode ser visto no Teatro Sesi Centro, na região Central do cidade.A trama do musical faz paródia com o “fabuloso” mundo criado a partir da obra dos estúdios Disney para fazer uma crítica à sociedade e o momento político vivenciado no Brasil.

A trilha original, assinada por Fabiano Kriger, mescla os clássicos norte-americanos com uma pitada de ritmos brasileiros. No elenco, estão Daniela Fontan, Thelmo Fernandes, Augusto Volcato, Ester Dias, Flora Menezes, Ingrid Gaigher, Joana Mendes, Marcelo Nogueira, Nando Brandão e Udylê Procópio.

Recentemente, o espetáculo foi indicado em prêmios distintos na capital fluminense. Concorre ao Cesgranrio nas categorias melhor atriz em musical (Daniela Fontan) e melhor texto nacional inédito (Muniz). Já no Prêmio Botequim Cultural, ambos concorrem, respectivamente nas categorias de “melhor atriz” e “melhor autor”, além de também ter sido indicado pela direção musical de Krieger e Gustavo Salgado.

A comédia musical é ambientada em uma cidade fictícia inspirada no Rio de Janeiro, onde a personagem Liz (Daniela Fontan) chega, vindo do “Vale Dísnei”, um lugar “encantado” com habitantes que cantam e dançam todo dia e vivem uma utopia. O texto se desenrola em cima do contraste entre o universo mágico de Liz e a realidade crua e imperfeita do personagem de Thelmo Fernandes.

Publiée par A Vida Não É Um Musical – O Musical sur Mardi 17 juillet 2018

 

Serviço – A Vida Não é Um Musical

Onde: Teatro Sesi Centro – Avenida Graça Aranha, 1 – Centro, Rio de Janeiro, RJ

Quando: De 19 de julho a 19 de agosto – Quintas, sextas e sábados, às 19h e domingos às 18h.

Quanto: R$ 30,00

Musical faz piada com universo dos contos de fadas

Musical satiriza contos de fada da Disney

O filmes da Disney foram a porta de entrada para o reino dos contos de fada para muitas crianças e adultos ao longo do século XX e início do XXI. Muitos foram aqueles que conheceram histórias como “A Branca de Neve”, “A Pequena Sereia”, “Rapunzel”, entre outras, por meio das obras do estúdios de Mickey Mouse. A dedicação a esse universo foi responsável por criar um “padrão Disney” conhecido até por quem não é fã de suas animações.

Esse universo “mágico” é o ponto de partida para o espetáculo “A Vida Não É Um Musical”, dirigido conjuntamente por Leandro Muniz e João Fonseca, com dramaturgia assinada por Leandro e canções de Fabiano Krieger. A trilha original mescla os clássicos norte-americanos com uma pitada de ritmos brasileiros. No elenco, estão Daniela Fontan, Thelmo Fernandes, Augusto Volcato Ester Dias, Flora Menezes, Ingrid Gaigher, Joana Mendes, Marcelo Nogueira, Nando Brandão e Udylê Procópio.

A comédia musical é ambientada em uma cidade fictícia inspirada no Rio de Janeiro, onde a personagem Liz (Daniela Fontan) chega, vindo do “Vale Dísnei”, um lugar “encantado” com habitantes que cantam e dançam todo dia e vivem uma utopia. O texto se desenrola em cima do contraste entre o universo mágico de Liz e a realidade crua e imperfeita do personagem de Thelmo Fernandes.

Musical faz piada com universo dos contos de fadas
Musical faz piada com universo dos contos de fadas

Serviço – A Vida Não É Um Musical – O Musical

Quando: Apresentações: de 12 de abril a 06 de maio // quintas, sextas e sábados, às 20h30; domingos, às 19h

Onde: Arena do Sesc Copacabana – Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, Rio de Janeiro – RJ

Quanto: R$ 7,50 (associado do Sesc), R$ 15 (meia), R$ 30 (inteira)