Saiu mais um trailer de “Judy”, cinebiografia de Judy Garland estrelada por Renée Zellweger

Saiu mais um trailer da cinebiogradia de Judy Garland, o filme “Judy“, estrelado por Renné Zellweger. O longa é uma adaptação da peça “The End of The Rainbow”, de Peter Quilter, que já foi inclusive montada no Brasil pela dupla Claudio Botelho e Charles Möeller, com Claudia Netto no papel da homenageada.”Judy” chega aos cinemas norte-americanos em 27 de setembro.

Veja o primeiro trailer e pôster da cinebiografia de Judy Garland com Renée Zellweger

Judy Garland está novamente entre nós, representada bravamente por Renée Zellweger. A atriz é viverá a eterna diva da era de ouro do cinema de Hollywood no filme Judy, previsto para estrear nos Estados Unidos em 27 de setembro deste ano. O roteiro é baseado na peça “The End of The Rainbow”, de Peter Quilter, já encenada na Broadway e no Brasil, que contou com Claudia Netto no papel de Judy Garland. No teaser, Renée canta os versos da canção mais emblemática da carreira de Judy, “Somewhere Over The Rainbow”.

Além de Renée, o longa conta com Finn Wittrock, de “American Horror Story”, no papel de seu quinto, último e jovem marido, Mickey Deans. Fazem parte da produção também Rufus Sewel, como Sid Luft, terceiro marido de Judy, Bella Ramsey como Lorna Luft, filha da atriz com Sid, e Gemma-Leah Devereux no papel de Liza Minnelli, oriunda do casamento de Judy com o diretor de cinema Vincente Minnelli.

Falando em Liza Minneli, recentemente a atriz desaprovou o filme, dirigido por Rupert Gold. A atriz criticou a obra após surgirem boatos na imprensa norte-americana de que Liza estaria ajudando Renée a desenvolver a personagem. Embora não tenha ficado satisfeita com o filme, veterana deu seu aval para o musical que também está sendo produzido sobre a mãe de Liza. Em uma entrevista para o veículo tabloide Deadline, a atriz diz se sentir grata pela reprodução da vida da mãe na produção de “Chasing Rainbows: The Road To Oz”, dirigida por Tina Marie Casamento.

Brasil terá revival do musical “Chicago” em 2020

Foto de capa: Jairo Goldflus

Após clássicas produções ganharem novas montagens no país, a exemplo de “Les Misérables”, “O Fantasma da Ópera” e “A Noviça Rebelde”, chegou a vez de “Chicago” ter seu revival. A notícia, divulgada pela Veja SP, anuncia que a EGG Entretenimento, de Stephanie Mayorkis, responsável pela segunda adaptação de “My Fair Lady”, “A Pequena Sereia” e “Sunset Boulevard”, com estreia marcada para março, prepara o retorno da produção para 2020.

A história de Velma Kelly e Roxie Hart, duas assassinas rivais que trabalhavam em um nightclub e acabam presas em Cook County Jail por matarem seus parceiros, trazendo à trama outros icônicos personagens como a carcereira durona Mama Morton e o advogado Billy Flynn, é baseada em uma peça homônima de 1926, escrita pela jornalista do Chicago Tribune, Maurine Dallas Watkins, incumbida da missão de cobrir os tribunais de Beulah Annan e Belva Gaertner, duas mulheres que ganharam fama após serem acusadas de assassinato em 1924.

785C01D1-CEAD-8ACB-FB78D5C4FC0A1C7B
Foto: by Straz Center

A adaptação musical chega pela primeira vez à Broadway em 1975, composta por  John Kander, com letras de Fred Ebb e libretto de Ebb e Bob Fosse, responsável também pela coreografia. Com canções de sucesso como “All That Jazz” e “Razzle Dazzle”, a produção figura na lista de musicais em cartaz há mais tempo em Nova York, podendo ainda ser visto no palco do Ambassador Theatre.

No Brasil, a produção ganhou uma montagem em 2004, dois anos após a adaptação para os cinemas – estrelada por Renée Zellweger, Catherine Zeta-Jones, Richard Gere e Queen Latifah. Apresentada no antigo Teatro Abril, atual Renault, em São Paulo, ela trazia Danielle Winits no papel de Velma, Adriana Garambone como Roxie, Daniel Boaventura como Flynn, Selma Reis (1960-2015) como Mama e Jonathas Joba como Amos Hart.

Relembre cena do icônico “Tango do Presídio” (“Cell Block Tango“):

Renée Zellweger será Judy Garland em cinebiografia

A estrela Judy Garland (1922 – 1969), que eternizou Dorothy Gale, de “O Mágico de Oz”, vai ganhar uma cinebiografia estrelada por Renée Zellweger, com roteiro escrito por Tom Edge e a direção de Rupert Goold.
A produção “Judy”, da Pathé, BBC Films e Ingenious Media, que nesta semana deu início às filmagens em Londres, será ambientada ao final dos anos 1960, e revelará um lado mais dramático da mãe de Liza Minnelli, evidenciando suas fragilidades por ter entrado para o mundo da fama ainda criança. A história que parte da chegada de Garland à capital britânica para seus últimos shows, vai resgatar ainda confrontos com empresários, encontros com fãs e problemas familiares e amorosos, fatos pontuais que antecederam sua morte, e tudo sem abrir mão de suas clássicas canções que conduzirão a trilha sonora, incluindo a icônica ‘Over The Rainbow’.

A produção que trará no elenco nomes como Jessie Buckley, Finn Wittrock, Michael Gambon, Rufus Sewell e Bella Ramsey, não tem data de estreia, mas já revelou a primeira foto de caracterização da Judy Garland da ficção. Que tal?