B!CultDisneyDublagemElencoTrilha SonoraTV e Streaming

Saiba tudo sobre ‘Soul – O Melhor da Vida’, a nova animação da Disney-Pixar

Com trilha inspirada em Jazz, animação disponível no Disney+ promove reflexões.

A 23ª animação da Disney e da Pixar – que, quando se juntam, são responsáveis por divertir, emocionar e fazer pensar -, vem agradando adultos e crianças desde que chegou ao catálogo da plataforma Disney+, há pouco menos de um mês. Dono de um selo Fresh de qualidade do Rotten Tomatoes, site americano conhecido por reunir avaliações e críticas de vários veículos, o longa tem a direção de Pete Docter, codireção de Kemp Powers – responsáveis também pelo roteiro ao lado de Mike Jones, e a produção de Dana Murray.

Como remete o nome da animação, ‘Soul’ convida a todos a descobrirem o melhor da vida e embarcarem em uma viagem cósmica ao lado de Joe Gardner – dublado por Jamie Foxx (Dreamgirls, Ray e Annie) -, um pianista e professor de música que sonha em ser reconhecido como um músico de jazz. Um dia, desmotivado com sua rotina, mas sem desistir do sonho, ele recebe uma oportunidade inesperada de poder tocar com uma artista que admira, e aceita ser testado para conseguir uma vaga na banda – o que dá início a um processo de transformação.

Todo talento e coragem de Joe o ajudam a se sair bem e ser aceito, mas sua felicidade acaba interrompida por um acidente pelas ruas de Nova Iorque, que faz com que sua alma seja separada de seu corpo e transportada para o ‘Seminário Você’, um lugar onde as almas se desenvolvem e descobrem suas personalidades antes de se tornarem um recém-nascido na terra. Lá ele conhece a alma 22, de quem se torna um tutor, e juntos, eles vão descobrir e redescobrir de onde vêm os sonhos, os interesses e os propósitos de cada um.

Com músicas instrumentais compostas por Trent Reznor e Atticus Ross, e composições e arranjos de Jazz do músico Jon Batiste, que apresenta também uma parceria inédita com a cantora britânica Celeste na faixa-foco ‘It’s All Right’, o filme traz ainda a canção original, ‘Parting Ways’, escrita, produzida e tocada por Cody ChesnuTT, que, em português, ganhou o nome ‘Eu Vou Te Encontrar’ e a interpretação do ator Vitor Moresco, conhecido de musicais como ‘Les Misérables’, ‘Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812’, e que possui o título de um dos vencedores da primeira edição do reality musical ‘Talentos’, da TV Cultura.

Plus: Ouça a versão em inglês na voz de Moresco

Embora não se trate de uma produção musical, alguns dos personagens-chaves da trama contam com as dublagens de outros nomes com passagens pelos palcos, é o caso de Sérgio Rufino (Wicked, Cantando na Chuva), que dá voz ao Bicho-Grilo-Estrela, Luciana Mello (Enquanto Seu Lobo Não Vem) na voz da jazzista Dorothea Williams, e Gigi Patta (A Noviça Rebelde, Annie, Billy Elliot) na voz da aluna Connie.

Veja o trailer:

Entre as ações que envolvem o lançamento e a divulgação da animação, a Disney promoveu nesta quinta, 21, um encontro virtual entre a imprensa e o professor e historiador Leandro Karnal, que fez uma análise sobre os temas abordados na produção, que, em sua visão, dentre vários acertos, tem a trilha sonora como um ponto alto.

“O filme tem uma sofisticação musical. Não há música incidental, não é aquele filme que tem aquela trilha feita em um tecladinho para criar suspense, criar tensão ou manifestar alegria, não tem aquela trilha pasteurizada. Aliás, há muito tempo eu não via um filme com uma trilha sonora tão importante, tão rica e tão original. É um filme que dá para escutar além de ver. E quando eu aprofundo o que é o Soul, o que é o ritmo, o gênero, a produção do Soul, a capacidade de improviso, isso casa perfeitamente com o filme, onde por exemplo não existe um roteiro, não é tocar a partitura, aliás, a primeira apresentação do Joe no bar de Jazz, em que ele foi levado quando criança e se entusiasmou e depois volta para lá e toca, já na primeira vez que ele acompanha a saxofonista famosa, ele perde o fio da meada, e a vida é isso, não tem roteiro, a vida não tem uma única forma de pensar”, analisa Karnal durante ação acompanhada pelo B!.

Etiquetas
Mostrar mais

Grazy Pisacane

Jornalista Cultural e Assessora de Imprensa, apaixonada por teatro musical.

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar