B!NewsEspecial TeatroÓperaPeça MusicadaSão Paulo

Com Fabi Bang e Luccas Papp, ‘O Canto de Ninguém’ aborda universo da música clássica

Peça tem direção musical do Maestro João Carlos Martins

Um repertório de música erudita vai permear a história de Geoffrey Smithson e Samantha, um pianista cheio de virtudes e uma talentosa cantora lírica, em ‘O Canto de Ninguém’, espetáculo teatral original e musicado que estreia nesta sexta, 06, no Teatro Itália, em São Paulo, produzido pela LPB Produções e sob a direção de Kleber Montanheiro.

A produção, resultado da mente sensível e criativa de Luccas Papp, atualmente no ar com a novela ‘As Aventuras de Poliana’, do SBT, apresenta a pluralidade do artista que, nesta produção, se divide nas funções de autor e ator. Usando de seu gosto pessoal pela música clássica, Papp assina o texto, escrito há cinco anos, que leva ao palco uma trama cheia de segredos e reviravoltas do qual é protagonista ao lado de Fabi Bang (‘Kiss Me, Kate’, ‘Wicked’, ‘A Pequena Sereia’), com quem contracena pela primeira vez.

Tendo como uma das inspirações o longa ‘Amadeus’, de 1984, livremente baseado na rivalidade entre os compositores Wolfgang Amadeus Mozart e Antonio Salieri, Papp escolheu Montanheiro, com quem já trabalhou em outras montagens teatrais, para assumir a direção geral – e também a cenografia, o figurino e o visagismo -, enquanto a direção musical está sob a batuta do Maestro João Carlos Martins, responsável ainda por oito canções compostas especialmente para o espetáculo junto de José Antônio Almeida, entre elas a que dá título, com letra escrita por Papp.

Luccas Papp e Fabi Bang | Foto: Fernando Maia

Canções como ‘A Rainha da Noite’, famosa ária da ópera ‘A Flauta Mágica’, além de citações a Vivaldi e Bach, marcam o encontro, dito como único e imprevisível, entre um compositor e pianista enigmático que, com apenas 27 anos, é considerado a maior referência da música erudita de seu tempo, e uma cantora jovem, sem experiência, porém com inegável talento para o canto lírico.

Eles se conhecem durante uma audição, onde Geoffrey busca uma estrela para sua ópera, e a escolha dessa estrela promete um desenrolar surpreendente da trama, que se apoia ainda em luzes, com desenho de Gabriele Souza, e outros recursos cênicos para ambientar ainda mais um intenso e dramático universo operístico. A direção de palco é de Marcos Valadão e a preparação corporal é de Daniela Flor.

SERVIÇO:

Onde: Teatro Itália
Av. Ipiranga, 344 – República – SP
Quando: De 6 de março a 5 de abril
Sexta 21h, Sábado 20h, domingos 19h.
Quanto: R$ 60,00 (inteira). R$ 30,00 (meia)
Duração: 90 minutos
Gênero: Drama
Classificação: 10 anos
Capacidade: 292 lugares
Vendas: Site Sazarte

 

 

Etiquetas
Mostrar mais

Grazy Pisacane

Jornalista Cultural e Assessora de Imprensa, apaixonada por teatro musical.

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar