Entrevista: O mágico teatro de Ivan Parente

Menos de um ano após sua grande consagração no teatro musical, onde conquistou os principais prêmios do gênero na categoria Melhor Ator Coadjuvante com seu Thénardier, do clássico Les Misérables, Ivan Parente se aventura agora em uma outra área e celebra um momento inédito na carreira: o encontro com a TV. Desfrutando do sucesso com o divertido Lindomar, em “As Aventuras de Poliana”, a habitual rotina de espetáculos, com meses de ensaio e pelo menos cinco sessões por semana, sai de cena para dar lugar à horas e horas de gravação na nova novela infantil do SBT, prevista para ficar por dois anos no ar.

Com uma carreira expressiva nos palcos, Ivan sempre se dividiu entre a música e o teatro, e sua história com os grandes musicais começa em 2001, ao integrar o elenco da primeira montagem de Les Misérables no Brasil. Desde então ele vem colecionando papéis em musicais como “Godspell”, “Alô Dolly!”, “A Madrinha Embriagada”, “O Homem de La Mancha”, “Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos”, além dos infantis do argentino Billy Bond, com quem trabalhou por alguns anos.

Ivan Parente 2 - Foto Rodrigo Rosa

Ivan Parente para o aniversário de 15 anos de “O Teatro Mágico” | Foto: Rodrigo Rosa

Conciliando diversos trabalhos paralelos, um dos mais antigos da trajetória do artista é com a trupe O Teatro Mágico, idealizada e liderada por Fernando Anitelli, e que em 2018 comemora 15 anos de uma história repleta de música, teatro, poesia e circo – da qual ele nunca abriu mão.
“A história nasce quando eu e Fernando nos encontramos na faculdade de Publicidade e Propaganda (FIAM) e percebemos que nossas vozes se completavam. Que eram um dueto perfeito. Foi cantando uma música da banda Extreme (More Than Words), entre uma aula e outra, que nosso encontro aconteceu.
Me lembro de todos cantando, e, de repente, ele pedindo que parassem, pois queria saber quem estava fazendo a segunda voz da canção. Levantei a mão e ele disse: ‘Deixa só o Ivan cantar comigo agora’. Assim nasceu uma amizade que já dura quase 30 anos”, relembra.

O encontro mágico de vozes juntou os amigos primeiro na banda Madalenna 19, onde contavam com a participação de outro colega da turma, Danilo Souza, para só depois nascer o “TM” – como é conhecida a trupe que até hoje conecta o trio de publicitários. Considerado por Anitelli como um ‘patrimônio’ do projeto, Ivan conta que apesar de trilhar outros caminhos profissionais, nunca deixou de fazer parte da história construída à muitas mãos entre tantas formações, e dessa forma, pôde participar da realização de três CDs, shows comemorativos e videoclipes.
“O Fernando nunca tirou o meu nome da formação da banda e eu nunca me excluí (risos). Minha ligação com ela sempre foi emocional. Criamos uma situação sadia entre o meu trabalho e o trabalho do TM quando descobri que os musicais eram o meu mundo e ele comprou o sonho comigo. Então foi um casamento perfeito durante 10 anos. Nos últimos cinco eu realmente não tive como atuar no grupo por causa do teatro musical, que abriu muitas portas para mim também”.

Aproveitando a flexibilidade da agenda atual, o artista, agora sem seu antigo macacão branco e o rosto pintado de palhaço, abraçou um novo figurino e dois shows especiais que celebram não só mais um aniversário, como também o aguardado retorno do grupo após um período sabático de reformulação. Sem conseguir garantir presença em todas as apresentações que serão feitas pelo país, Ivan subiu ao palco entre amigos na última semana, no Rio de Janeiro, e sobe mais uma vez neste sábado, 22, no Tom Brasil, em São Paulo.
“Sempre que nossas agendas batem me sinto como uma criança indo pra Disney. Acho que o circo se instalou definitivamente em minha alma depois do TM. Sinto-me um trapezista, o Homem Bala, a Bailarina, o palhaço, a mulher barbada, o elefante, sabe? Parece que o Circo vive em mim.
A alma da banda chama-se Fernando Anitelli e essa mudança na trupe é importante para o amadurecimento do TM. Cada vez que eu volto a fazer show sinto que tenho algo novo pra trocar com a trupe e eles comigo. É demais!”, celebra.

Apaixonado pela simplicidade com que, até hoje, a poesia prevalece e se revela no olhar dos “raros” espalhados pela plateia – como são carinhosamente chamados os fãs que os acompanham -, Ivan valoriza a forma especial com que a linguagem chega às pessoas, podendo ser intensa e transformadora. E ao relembrar momentos marcantes dessa trajetória, o fã das canções “Nosso Pequeno Castelo” e “Xanéu nº5”, destaca o show de lançamento do Segundo Ato, no Memorial da América Latina, feito para duas plateias simultaneamente, a saudade das ‘bonecas e bonecos’ que já cruzaram o caminho do projeto, e dos inúmeros rostos pintados avistados do palco nos primeiros anos de estrada.

TM 15 ANOS

Trupe especial dos 15 anos de “O Teatro Mágico” | Foto: Rodrigo Rosa

E embora o teatro musical seja hoje a maior vivência de Ivan Parente, onde o público pode vê-lo como o artista completo que é, cantando, dançando e interpretando, engana-se quem pensa que não existe semelhança entre estes dois “mundos”.
“Sempre disse pro Anitelli que as músicas dele eram histórias que poderiam ser desenvolvidas separadamente. Quando eu canto com ele sinto que estou contando várias histórias, várias peças musicadas em duas horas de show. Acho que não virou musical ainda porque não tivemos tempo de sentar para escrever. O Fernando sabe o potencial dessas letras e da historia que elas contam e nos transformam”.

Como uma caixinha de surpresas, os fãs de Ivan tem a oportunidade de conhecer todos os seus talentos e apostas artísticas diariamente. Os mais de 100 mil seguidores que hoje o acompanham pelas redes sociais podem ficar por dentro dos seus muitos trabalhos, sejam eles no cinema, através de dublagens, como no live-action “A Bela e a Fera”, onde deu voz ao candelabro Lumiére, nos muitos musicais, em shows com o TM, ou na televisão.
“Os públicos são completamente diferentes, mas creio que acabo fazendo com que eles experimentem novas experiências. Eles devem me achar muito louco (risos). Já vi fã de musical vendo a novela. Fã de novela indo em musical. Fã de dubladores assistindo shows do TM e assim por diante. Creio que o público está sedento por possibilidades e algo que os transforme. Eu tenho sorte de ter feito parte de espetáculos que tocavam diretamente a alma das pessoas. Acredito que meu público vai ficando híbrido e eu amo isso. Eu mudei com o tempo e espero que meu público mude comigo sempre. Amém!”, finaliza.

Confira o clipe da nova canção, “Quantas Mais”, com participação de Ivan Parente:
Anúncios

2 Respostas para “Entrevista: O mágico teatro de Ivan Parente

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.