“O Musical da Bossa Nova” reabre Teatro Adolpho Bloch no Rio de Janeiro

O-Musical-da-Bossa-Nova-05-Créd.-Caio-Gallucci

Cláudio Lins e Andrea Marquee em cena do musical – Foto: Caio Gallucci

Após 18 anos fechado, o Teatro Adolpho Bloch está de volta à programação teatral do Rio de Janeiro com “O Musical da Bossa Nova”. O espetáculo, que estreou em 04 de maio, abriu as portas da casa para o grande público, permanecendo em cartaz até o fim de maio. Agora, o desafio de manter mais um espaço disponível para a já tão precária cena cultural da cidade está nas mãos da Aventura Entretenimento, que administra também o Teatro Riachuelo, no Centro da capital carioca.

Antigamente chamado de “Teatro Manchete”, a casa de espetáculos integrava o portfólio do Grupo Bloch, que publicava a revista Manchete, além de manter a extinta rede de televisão e a rádio de mesmo nome. O teatro é localizado no Edifício Manchete, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, que abrigava as áreas de produção de conteúdo do conglomerado criado pelo empresário ucraniano Adolfo Bloch, que agora é homenageado ao dar nome ao espaço.

Um fato curioso: um musical também inaugurou o teatro em 1973. Naquele palco, foi encenada a primeira montagem nacional de “O Homem de La Mancha” com Bibi Ferreira, Grande Otelo e Paulo Autran no elenco. No ano 2000, após graves crises financeiras que levaram à falência do grupo, o espaço foi fechado. Depois da reforma, ao fim de 2012, o teatro voltou a ser usado, mas para gravações e eventos privados.

Paulo Autran, Bibi Ferreira e Grande Otelo como os protagonistas de

Paulo Autran, Bibi Ferreira e Grande Otelo como os protagonistas de “O Homem de La Mancha”, que inaugurou o Teatro Adolpho Bloch, na época Teatro Manchete

“O Musical da Bossa Nova” chega ao Rio de Janeiro após uma temporada em São Paulo e uma pequena turnê pelas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e São José dos Campos. Em cena, é contada a história de um dos gêneros da música brasileira mais marcantes e característicos do país, principalmente do Rio de Janeiro. Seus mestres – Tom Jobim, Vinícius de Moraes e João Gilberto – ganham homenagens na interpretação de suas canções pelas vozes de Cláudio Lins,  Marcelo Varzea, Nicola Lama, Stephanie Serrat, Jullie, Andrea Marquee, Ariane Souza, Eduarda Fadini, Juliana Marins e Tadeu Freitas. A trilha conta com clássicos memoráveis, como “Chega de saudade”, “Garota de Ipanema”,  “O barquinho”, entre outras.

SERVIÇO:

Onde: Teatro Adolpho Bloch
Rua do Russel 804, Glória (2558-3862).
Quando: Até 27 de maio
Sex 20h | Sáb 17h e 20h |Dom 18h
Quanto: R$ 80

Anúncios

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.