B!WorldCoronavirusMusicais

Broadway anuncia nova data de reabertura, mas não anima

Os teatros voltariam a funcionar no dia 12 de abril, porém devem ficar fechados por pelo menos mais dois meses

A esperança de que a Broadway voltaria a funcionar no próximo dia 12 de abril, como foi anunciado a princípio, foi quebrada nesta quarta-feira (8). Segundo o The New York Times, líderes do setor anunciaram que os teatros ficarão fechados por pelo menos mais dois meses. A nova previsão de reabertura é dia 7 de junho, mas essa data ainda pode sofrer alteração, uma vez que os Estados Unidos é um dos países que, atualmente, possui mais casos confirmados do novo coronavírus.

A Broadway League, uma associação americana comercial que representa produtores e proprietários de teatros, foi quem anunciou que as 41 casas de show da Broadway permanecerão fechadas até junho, mas alguns representantes dessa indústria acreditam que o melhor é manter os teatros fechados até cerca de 4 de julho.

O presidente da Broadway League, Charlotte St. Martin, fez a seguinte declaração: “Esperamos que as restrições sejam mantidas até 7 de junho. Caso contrário, continuaremos monitorando as restrições do governo e aconselharemos os detentores de bilhetes assim que soubermos quais são essas restrições”.

Essa é a primeira vez na história em que a Broadway fica fechada por tanto tempo, por isso, ainda não se tem dimensão do prejuízo financeiro que isso irá causar. Vale ressaltar que os teatros de Nova York possuem, além da importância cultural, uma grande relevância econômica. Conforme divulgado pelo The New York Times, a última temporada contou com 14,8 milhões de espectadores e arrecadou US $ 1,8 bilhão (cerca de R$ 75,8 bilhões).

Reembolso ou trocas

Com o fechamento dos teatros, a Broadway precisou reembolsar os ingressos já comprados e como não irão reabrir este mês, o mesmo procedimento será repetido. As pessoas que compraram ingressos para shows que deveriam acontecer até de 7 de junho deverão receber um e-mail até dia 12 de abril com orientações sobre reembolso e trocas, caso o e-mail não chegue até a data citada, o recomendado é entrar em contato com a empresa na qual a compra foi feita.

Os empresários que comandam os teatros de Nova York já preveem um grande prejuízo, mas ressaltaram que sabem do risco de reunir um grande número de pessoas em um espaço fechado em meio ao combate de uma pandemia. Fora isso, o maior público da Broadway é formado por turistas e ainda não se sabe quando a cidade voltará a receber milhares de visitantes.

Etiquetas
Mostrar mais

William Amorim

Jornalista com trabalho acadêmico de pesquisa sobre a história do Teatro Musical no Brasil, repórter de entretenimento/cultura no Portal iG, jurado do Prêmio DID e colunista do A Broadway É Aqui!

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar