Um musical para… Édipo Régis

Édipo Régis

Foto: Arquivo Pessoal

Ilustrador e projetista… De Pernambuco, teve uma passagem rápida pelo Guarujá antes de chegar a São Paulo, onde vive há 24 anos. Formado em Desenho Industrial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, descobriu seu gosto pela arte ainda criança, inicialmente através do lápis de cor, e sempre apoiado pela mãe, que o estimulava a usar a criatividade e desenhar tudo aquilo que realmente gostava.
A preferência pela aquarela veio algum tempo depois, mas sempre amparada pela influência de grandes ilustradores nacionais e internacionais como Maurício de Sousa e Walt Disney.

Sua entrada no mundo do Teatro Musical acontece em 2015, quando a paixão pelo gênero se encontra com o, até então hobby, conciliado desde sempre com o trabalho que exerce há mais de 15 anos na Volkswagen, multinacional considerada a maior fabricante de automóveis do mundo.
As ilustrações passam a ganhar literalmente cor e força na vida do artista após ele aceitar alguns convites vindos diretamente do universo dos musicais, entre eles a possibilidade de assinar todas as ilustrações do livro infantil “Casusbelli”, o painel do trio de Passarinhos cantores que integrou a cenografia do musical “Castelo Rá-Tim-Bum”, a primeira arte oficial do musical “A Megera Domada”, a ilustração dos personagens de “Romeu e Julieta Ao Som de Marisa Monte” – onde seus traços são reconhecidos em alguns produtos da loja Ponto Pop, oficial do musical em São Paulo, e claro, a assinatura da coluna “raB!sco”, que há mais de um ano homenageia produções em cartaz quinzenalmente aqui no B!.

E para marcar o Dia do Ilustrador, celebrado ontem, 08, o Bate-Bola da semana é temático e ele é o nosso convidado.

BBB

Um musical: O Fantasma da Ópera (sou apaixonado pelos clássicos, e sim, esse é o meu preferido)
Um musical para se sentir feliz: Spongebob Squarepants (são tantas cores e luzes e sons que é impossível não se sentir feliz do começo ao fim)
Um musical para se sentir triste: The Color Purple (até hoje não sei lidar muito bem com Cynthia Erivo cantando “I’m here”)
Um musical para sair pensando: O Som e a Sílaba / Everybody’s Talking About Jamie (e já aviso que será difícil escolher apenas um musical pra cada categoria)
Um musical para sair chorando: Lembro Todo Dia de Você / The Last Five Years (eu avisei)
Um musical para sair dançando: Mamma Mia (“you can dance, you can jive having the time of your life…”)
Um musical para dar boas risadas: The Book of Mormon (sem dúvida um dos musicais que me arrancou mais gargalhadas até hoje)
Um musical para dar boas bocejadas: Once
Um musical para cantarolar junto: Mudança de Hábito (soltei a voz tantas vezes que já me sentia parte do musical)
Um musical para amar a trilha inteira: Dreamgirls (inteirinha… da primeira à última)
Um musical para amar somente uma música: Once (“Falling Slowly” é linda, e só).
E também Rent (mas sou apaixonado por duas: “Seasons of Love”, que sempre desperta um sentimento muito bom em mim, e “I’ll Cover You” que sempre me desmonta e desarma).
Um musical para vidrar os olhos nos detalhes: Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812 (várias coisas acontecendo ao mesmo tempo e em diversos lugares… um espetáculo para os olhos)
Um musical para vidrar os olhos nos atores: Suassuna – O Auto do Reino do Sol (são todos muito incríveis, é absurdo)
Um musical para querer assistir sempre: O Rei Leão – Assistiria vários musicais, várias vezes, mas este não vi o número de vezes que eu gostaria de ter visto (volta Tiagooooo)
Um musical para querer assistir só uma vez: Once
Um musical para estrear no Brasil: Waitress e Once on this Island (contando os dias pra essa estreia)
Um musical para voltar ao Brasil: Miss Saigon / O Rei Leão
Um musical para homenagear um ícone da música: Sandy (quero um musical dela -com menção da carreira com o Júnior até o fim do primeiro ato)
Um musical para homenagear uma personalidade: Walt Disney (seria muito lindo um musical contando a trajetória dele e as fontes de inspiração e nascimento dos personagens. já imagino o começo todo em preto e branco ganhando cores e vários pincéis e lápis gigantes como parte do cenário)
Um musical para querer ver no cinema: Hamilton
Um musical do cinema para querer ver no palco: Across the Universe (Beatles ♥♥♥), La La Land e The Greatest Showman
Um musical para recomendar a alguém: Waitress (é lindo e as músicas também são maravilhosas)
Um musical para não recomendar a ninguém: Once (desculpa a repetição)
Um musical para te descrever: Dear Evan Hansen (por milhões de motivos, mas principalmente pela timidez e pelos anos de terapia durante o ensino fundamental por conta da dificuldade de me relacionar com outras pessoas)
Um musical para reviver: Levando essa resposta pro meu lado de traços e cores, adoraria ter a chance de ilustrar novamente alguns personagens que fiz há tanto tempo. Meu estilo de desenho mudou demais e sofro ao lembrar das primeiras ilustrações que entreguei (Ana Luiza, me devolve o desenho do Mudança de Hábito que eu te dei em 2015)
Um musical para sonhar fazer: Mamma Mia (Pensando nas ilustrações adoraria ter ilustrado o trio Kiara, Raquel e Andrezza como Donna e as Dínamos).


Anúncios

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.