Tiago Barbosa é destaque na 12ª edição do Troféu Raça Negra

Prestes a se despedir de Simba, personagem que lhe apresentou ao mundo, o ator e cantor Tiago Barbosa, protagonista da superprodução “O Rei Leão”, em cartaz desde março de 2013 no Teatro Renault, em São Paulo, encerrará este ciclo colhendo os louros do sucesso.

O jovem de vida simples e difícil, mas que esbanja garra e talento, e já coleciona histórias de superação para contar, foi apresentado à todos em primeira mão pelo B!, que detalhou sua trajetória antes mesmo do musical estrear. Agora, ele volta a ser destaque por novos e especiais motivos: Vencedor do Prêmio Bibi Ferreira de 2014, na categoria Ator Revelação, Tiago se prepara para subir ao palco da Sala São Paulo, na próxima segunda-feira, 24, quando acontece o 12º Troféu Raça Negra, que promete ser um dos pontos altos da Semana da Consciência Negra no País, onde participará da cerimônia e será homenageado por sua “Trajetória de Vida”, mas também por seu destaque na cultura e sua contribuição para a arte.

Tiago Barbosa

Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado hoje, 20, marca o dia da morte de Zumbi dos Palmares, e reivindica essa figura histórica como símbolo de resistência, e para representar essa data, o B! conversou com o jovem leão, que também se mostra resistente às dificuldades e aos obstáculos da vida, e que ao fazer uma análise dos últimos 30 meses, contou como têm sido chegar ao fim desse ciclo, celebrando tantas conquistas.

‘”O Rei Leão” ocupa na minha vida dois anos e meio de muito trabalho, é o Tiago antes e depois, o Tiago entrando nesse universo, completamente desnudo, numa primeira produção já como protagonista, com pessoas boas, pessoas ruins, gente que já me levou com muita má fé, e eu tive que saber trabalhar. Levei muita pernada, mas soube me levantar em cima dessas situações. Eu lembro, que a mola propulsora para fazer meu trabalho virar, foi na nossa preview, a gente alí, começando a trabalhar, e um determinado escritor disse que o segundo ato era muito amador; Eu era o responsável pelo segundo ato, claro, sem tirar a parcela de todos os meus colegas de trabalho, mas aquilo chegou no meu coração não de uma maneira que tenha me ferido, mexeu no meu ego, lógico, mas acima de tudo mexeu com um cara que saiu do Vidigal pra fazer esse trabalho, e eu queria honrar esse trabalho, por isso comecei a ler mais, estudar mais, e pesquisar mais. Chegar nesse final de ciclo, sendo premiado pelo Bibi Ferreira como Revelação, e agora participar desse grande encontro de pessoas, estando eu ali para representar todos os outros da classe, é saber que valeu a pena. Eu me sinto muito honrado e feliz, é finalizar o ciclo realmente de uma maneira muito nobre, é um presente que acalenta meu coração que está tão movido e comovido por esse final de ‘O Rei Leão’ – que mudou a minha história”.

Troféu Raça Negra 2014

Neste ano, a premiação do Troféu Raça Negra, considerado o “Oscar” da Comunidade Negra, contará com os atores Erika Januza e Lincoln Tornado (Elis, a Musical) como os Mestres da Cerimonia que lembrará os feitos do primeiro presidente negro da África do Sul, prestando uma homenagem póstuma a Nelson Mandela (1918-2013), e contará com a presença da ativista de Direitos Humanos, Graça Machel, viúva do líder africano, entre os homenageados.
Artistas renomados e personalidades dos setores público e privado vão acompanhar na cerimônia de entrega do troféu, a trajetória de luta de Mandela, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, de 1993.
Promovida pela ONG Afrobras e a Universidade Zumbi dos Palmares, a cerimônia tem como objetivo reconhecer e valorizar pessoas que contribuem em diversas atividades, propiciando às futuras gerações o registro da determinação, trabalho, perseverança e exemplo público na construção de uma sociedade mais plural. E sobre a importância de estar entre essas pessoas de destaque e servindo como um exemplo, Tiago desabafa:

“Quando eu era criança e começava a pensar, sonhar com pessoas que estavam na televisão, eu pouco me via nela, não via homens negros, bem sucedidos, que pudessem me representar, tipo, “-Aquele lá sou eu, eu quero ser aquele alí”. Poucos eram, assim como poucos ainda são, e hoje, acredito que a leitura que a minha comunidade faz de tudo isso, ao me ver saindo nas revistas e movimentando uma rede social, uma mídia, é positiva. Eu creio que muitas crianças, das duas comunidades, tanto de São João de Meriti – Vila Rute, quanto do Morro do Vidigal, olham para mim e pensam “-Eu tenho aquela figura, e eu posso chegar lá, eu quero ser como o Tiago”.
Semana retrasada, no teatro, um rapaz me esperou sair do show e me disse que voltou a estudar por conta da minha história, alguém mostrou para ele o vídeo do musical, e ele viu, entendeu, depois pesquisou sobre mim e descobriu que realmente a minha vida sempre foi muito pobre, mas que eu tenho conquistado meu lugar, então eu vejo esse prêmio de forma multilateral, abrangendo vários lugares, como o lugar daquela criança negra, que olhava para a televisão e não via alguém sendo sua referência, seu espelho, mas hoje pode ver”.

????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Tiago Barbosa como Simba – Foto: Luis França

Dentre as várias atrações desta edição, o Troféu inovará ao enaltecer entre tantas áreas de trabalho, o teatro musical. A premiação contará com atores e bailarinos, brasileiros e sul-africanos, do elenco de “O Rei Leão” em três números musicais típicos da África, onde Tiago também se apresentará, e quando perguntado sobre o que a noite de 24 de novembro representará para o seu universo de trabalho, ele opina:

“Para o teatro musical ele também terá sua importância, por saber que são poucos os negros que trabalham no gênero. Como protagonista só existe eu no momento, e mesmo que no ano que vem tenhamos à frente de grandes produções o Ícaro Silva, e a Karin Hils, ainda assim são pouquíssimos, e isso me faz ver como o Troféu é algo bacana, um inicio muito legal, que também vai privilegiar essa galera que está se desbravando, rompendo com preconceitos – e que existe pra caramba. Eu sou prova disso, pois há pouco tempo, eu estava saindo da minha casa para almoçar, e um policial me parou achando que eu ia assaltar uma mulher, e isso tudo ao lado do teatro onde trabalho, até que as pessoas me reconheceram e alertaram sobre eu ser o “Simba”, que aparece na foto bem ali. Infelizmente a sociedade ainda é muito preconceituosa, o teatro musical ainda é um meio muito difícil de se entrar, e é preciso realmente enaltecer essas pessoas que desbravam o preconceito e conseguem chegar lá”.

Foto: Luis França

Foto: Luis França

Tiago Barbosa certamente mostrou que chegou lá, mas que ainda deseja ir mais longe. Escolhido à dedo por Julie Taymor entre centenas de candidatos, o carioca que emocionou e conquistou uma bancada de americanos logo em sua primeira grande experiência, cultiva muitos planos para o futuro; Ele deseja retomar a carreira de cantor, que precisou interromper após deixar o programa “Ídolos 2012” da Rede Record, onde chegou ao oitavo lugar, e pretende também se aventurar em novas áreas de atuação, como a TV e o cinema, mas sem deixar de lado o mundo dos musicais que tanto preza e que já lhe reservou um novo lugar.

“O teatro musical é algo que me chama muita atenção por saber que eu trabalho várias artes dentro de uma arte só. Eu adoro dançar, eu amo cantar, e eu aprendi a atuar e tenho aprendido todos os dias, então não quero sair do teatro musical nem tão cedo. Eu amei fazer esse trabalho, assim como os outros trabalhos que eu fiz no gênero, e isso me gerou uma paixão muito grande em querer continuar dentro desse mercado. Para o cantor Tiago Barbosa, entrar dentro desse universo e entender que cantar é minha área de conforto, mas que eu preciso conciliar também o meu dançar e meu atuar, é o desafio que me faz permanecer, saber que nada fica pronto, nada está bom e precisa ficar melhor, precisa andar consoante é o que me move, porque cantar eu já canto, eu já sei fazer, e não que deixe de ser um desafio, só é um desafio mais confortável… Então, estar dentro do teatro musical, é um desafio que faz eu me coçar todos os dias por saber que preciso melhorar sempre, pois outros Tiagos nascem, e a cada dia um melhor que o outro nesse mercado que é muito competitivo, dessa forma, isso me traz uma gana, um desejo de continuar que me motiva, é o tal desafio da vida, de me superar a cada dia”.

Relembre o vídeo emocionante exibido pelo canal americano ABC, com trechos da audição brasileira, onde Tiago conquista o papel para Simba (3’20).

A savana de “O Rei Leão”, que já realizou mais de 600 apresentações desde sua estreia, se despede da “Selva de Pedra” em 14 de dezembro. Fique ligado no B! para saber como foi a grande noite do Troféu Raça Negra, e para conhecer os novos projetos de Tiago Barbosa, um guerreiro em forma de leão.

Anúncios

Uma resposta para “Tiago Barbosa é destaque na 12ª edição do Troféu Raça Negra

  1. Pingback: Conheça os primeiros nomes revelados do musical “Mudança de Hábito” | A Broadway é Aqui!·

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s