B!NewsMusicaisMusicalMusical BrasileiroRio de Janeiro

Claudia Netto se reencontra com Claudio Botelho em montagem de “Brasileiro, Profissão: Esperança”

Espetáculo estrelado por grandes nomes da dramaturgia brasileira ganha nova produção 50 anos após estreia original.

Nomes que dispensam apresentação na história recente do teatro musical brasileiro, Claudia Netto e Claudio Botelho estão de volta aos palcos, em conjunto, como no início de suas carreiras. E para este reencontro, a dupla escolheu um clássico da dramaturgia nacional para marcar a retomada dos musicais depois da instalação da pandemia de Covid-19. Os artistas protagonizam a partir de amanhã, 7, no palco do Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro, o clássico “Brasileiro, Profissão: Esperança” em curta temporada.

Escrito por Paulo Pontos na década de 1970, o espetáculo é embalado por canções Dolores Duran, musa do samba-canção, e Antonio Maria, grande nome do jornalismo e publicidade no Brasil, além de cronista, compositor e poeta. O espetáculo estreou em 1971, estrelado por ninguém menos que a jovem Maria Bethânia e Italo Rossi. O sucesso da obra, encenada em um contexto histórico semelhante ao vivido atualmente, contou ainda com montagens com Clara Nunes e Paulo Gracindo em 1973 e anos depois, com Bibi Ferreira e Gracindo Junior em 1998.

Com uma dramaturgia característica do teatro de revista – movimento artístico em que as obras encenadas no palco não possuem uma linha narrativa muito clara e muito popular na primeira metade do século XX, o musical reúne canções como “Manhã de Carnaval”, “Valsa de uma Cidade”, “Lama”, entre outras que ficaram famosas na voz de Dolores e fazem um retrato não só do Rio de Janeiro, mas da sociedade. O sucesso do espetáculo foi tanto à época de seu lançamento que rendeu um disco com Clara Nunes e Paulo Gracindo.

Reencontro nos palcos

Botelho e Claudia Netto são parceiros de palco de longa data. Embora Claudio tenha consolidado seu nome como produtor/ compositor ao lado de Charles Möeller formando o duo Möeller Botelho – responsável pela produção de grandes espetáculos da Broadway no Brasil ao lado da Aventura Entretenimento – o artista sempre se manteve próximo dos palcos. Desde o início de suas carreiras, Claudio e Claudia foram companheiros, atuando nos primeiros musicais da década de 1990 e início dos anos 2000 no Rio de Janeiro.

Entre essas obras onde compartilharam o palco, estão “Hello Gershwin”, em 1991, “De Rosto Colado”, em 1993 e dois anos depois, “Fred e Judy – uma homenagem os ícones da era de ouro dos musicais nos cinemas. Em 1997 a dupla retorna em “Sondheim Tonight”, com canções do mais famoso compositor e dramaturgo de musicais norte-americano. Contudo, foi em 1998 que a dupla consolidou sua parceria com a comédia romântica “Na Bagunça do Teu Coração“, obra encenado ao som das canções de Chico Buarque.

Já em 2011, os dois trabalharam juntos novamente, embora não tenham dividido as coxias. Claudia protagonizou a primeira montagem brasileira de “Judy Garland – O fim do arco-íris”, recentemente adaptada ao cinema, e que retrata os últimos dias da musa da era de ouro dos cinemas. A obra, de Peter Quilter, chegou ao Brasil pelas mãos de Claudio e Charles, e contou ainda com Gracindo Junior e Francisco Cuoco, ao lado do jovem Igor Rickli no elenco.

Agora, Claudio e Claudia levam ao Clara Nunes no Rio de Janeiro um desejo de longa data, que permanece em cartaz até 5 de setembro, ao lado dos músicos Guilherme Borges (piano e teclados), Márcio Romano (bateria, percussão e vibrafone) e Thiago Trajano (violão e guitarra). A direção é de Möeller Botelho e Claudio.

Serviço

Onde: Teatro Clara Nunes – RJ
Quando: Sábados e domingos, às 19h
Quanto: A partir de R$ 50,00

Etiquetas
Mostrar mais

Cláudio Martins

Jornalista formado pela FACHA (RJ) e fundador do A Broadway é Aqui!

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar