Com mudança no elenco, “Cole Porter – Ele Nunca Disse Que Me Amava” estreia em SP

Depois da estreia no Rio de Janeiro, após um hiato de 20 anos, o musical “Cole Porter – Ele Nunca Disse Que Me Amava” chega hoje, 21, à São Paulo. A grande novidade é a mudança no elenco é a entrada de Marya Bravo no papel da diva da Broadway Ethel Merman. Na temporada do Rio, o papel foi defendido Gottsha. Também estão no elenco Stella Maria Rodrigues, Alessandra Verney, Analu Pimenta, Bel Lima e Malu Rodrigues.

Marya Bravo, Stella Maria Rodrigues, Alessandra Verney, Malu Rodrigues Analu Pimenta e Bel Lima narram a trajetória do homenageado do ponto de vista de seis mulheres importantes na vida de Cole Porter

Stella interpreta Linda Porter, esposa do homenageado, com quem Cole foi casado durante 34 anos. Alessandra Verney vive Bessie Marbury, agente literária que em conjunto com a colunista social Elsa Maxwell, interpretada por Analu Pimenta, colocou Porter no alto círculo da elite cultural norte-americana. Bel Lima leva ao palco Kate Porter, a exigente mãe do compositor, enquanto Malu Rodrigues vive Angélica, uma estranha figura que amarra a narrativa.

“Cole Porter – Ele Nunca Disse Que Me Amava” foi um dos primeiros de Charles Möeller e Claudio Botelho, em 1999, quando o gênero ainda não tinha retomado a força de anos passados e não tinha o espaço que tem hoje na cultura brasileira. Além das dificuldades de levar uma obra desse porte para o teatro, havia a necessidade de aprofundar os conhecimentos sobre o compositor, pouco conhecido no Brasil. De lá para cá, a peça ganhou uma revisão em virtude da oferta de material disponível na internet sobre o artista, tornando seu texto ainda mais rico sobre a trajetória de Cole Porter.

A tarefa coube a Claudio Boltelho, que vasculhou a fundo a obra de Porter e trouxe até canções menos conhecidas do repertório do autor para o espetáculo. Ao longo da peça, mais de 30 canções de Cole Porter são apresentadas pelo elenco sem uma cronologia demarcando a evolução. Entras as obras apresentadas estão “Night and Day”, ” I’ve Got You Under My Skin” e “Everytime We Say Goodbye” e “So In Love”.

Sem pudores, os altos e baixo da carreira de Cole são apresentados ao público, com o propósito de mostrar o caráter dúbio de sua personalidade e as reações que causavam na sociedade da época. Reações que iam do desgosto aos aplausos, sempre embalados por uma atmosfera de luxo nos anos 1920. Responsáveis por dar o tom da época, os figurinos assinados por Marcelo Marques são um espetáculo à parte na produção.

Serviço – COLE PORTER – Ele Nunca Disse Que Me Amava

Onde: Teatro Porto Seguro – Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.

Quando: De 21 de junho a 7 de julho – Sextas e sábados, às 21h.Domingos, às 19h.

Quanto: R$ 120,00 plateia / R$ 90,00 frisas / 60,00 balcão.

Duração: 100 minutos.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.