Apresentações do musical “Billy Elliot” na Hungria são canceladas sob pretexto de “propaganda gay”

Um total de 15 apresentações do musical “Billy Elliot” foram canceladas na Operaház (opera nacional) de Budapeste, capital da Hungria, após uma intensa campanha homofóbica do jornal local Magyar Idok, alinhado ao governo conservador de Viktor Orban, Primeiro Ministro da Hungria. Entre as ameaças publicadas pelo veículo de comunicação, estava a declaração que o peça poderia “corromper os jovens”.

Em outro trecho, a colunista do Magyar Idok, Zsofia N. Horvath, diz que “promover a homossexualidade não pode ser um objetivo nacional numa situação em que nossa população já está envelhecendo e diminuindo, e a nossa nação é ameaçada por uma invasão estrangeira”. Tais declarações fizeram as vendas de ingressos caírem e levaram a produção a suspender apresentações da reabertura do musical, que estreou na companhia húngara de balé em 2016.

Billy Elliot é inspirado no filme de mesmo nome do diretor Stephen Daldry. O longa conta a história de um menino de 10 anos, filho de um mineiro na Inglaterra, que decide abandonar o boxe e passa a frequentar aulas de balé. Em 2005, a história ganha os palcos com músicas de Elton John e se torna um sucesso, com passagens por diversos países, incluindo o Brasil em 2013.

*Com informações de O GloboFolha de S. Paulo

Anúncios

Autor: Cláudio Martins

Editor do A Broadway é Aqui! - MTB - 0039321/RJ

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.