Filme “Dançando no Escuro” ganha versão musical no Rio de Janeiro

“Dançando no Escuro” é um filme de 2000, assinado pelo diretor de cinema dinamarquês Lars von Trier, em parceria com a cantora islandesa Bjork. Considerado uma obra “cult” entre os fãs de filmes musicais, o longa-metragem ganhou uma adaptação para os palcos pelas mãos de Patrick Ellsworth e chega ao Brasil em um projeto assinado pelos produtores Juliane Bodini e Luis Antonio Fortes. O espetáculo, em cartaz no Sesc Ginástico, Rio de Janeiro, traz Juliane na pele da protagonista Selma, papel vivido no filme pela própria Bjork, além de dois músicos cegos que integram a banda responsável pela execução da trilha sonora ao vivo no teatro, também assinada pela cantora islandesa.
O enredo gira em torno da anteriormente mencionada Selma, nascida na República Tcheca e portadora de uma doença degenerativa que terminará por deixá-la cega progressivamente. Para complicar a situação, o problema é hereditário e também ocorrerá a seu filho, Gene, caso ele não faça uma operação preventiva, motivo que leva os dois a imigrar para os Estados Unidos. Chegando ao país, em 1964, Selma aluga o trailer do casal Bill e Linda e passa a trabalhar em um fábrica, poupando dinheiro para a cirurgia do filho. Ela faz amizade com Carmem (Kathy no longa, papel interpretado por Catherine Deneuve) que lhe apresenta os famosos musicais norte-americanos,como “42nd Street” e “The Sound of Music”. Após passar por dificuldades financeiras causadas por dívidas de jogo, Bill rouba o dinheiro de Selma para manter sua vida de aparências diante da esposa. Linda suspeita de um possível relacionamento entre os dois e Selma sendo presa por assassinar Bill.
dançando no escuro

Foto: Nana Moraes

O interesse de Juliane pelo filme surgiu a partir de uma experiência na Casa de Artes das Laranjeiras, quando o professor Paulo Afonso de Lima sugeriu à turma uma montagem acadêmica baseada no longa, em que Juliane interpretou o papel de Selma. Passados 10 anos do exercício em ambiente acadêmico, ela se uniu ao também ator e produtor Luís Antonio Fortes para realizar o espetáculo, levando ao palco a única versão autorizada por von Trier. O elenco conta ainda com Cyria Coentro (Carmen Baker), Andrêas Gatto (Samuel), Greg Blanzat (Gene Jezková), Julia Gorman (Linda Houston), Lucas Gouvêa (Bill Houston), Marino Rocha (Norman) e Suzana Nascimento (Brenda Young).
Por tocar em temas como cegueira, o espetáculo também levanta bandeira da acessibilidade. Entre os músicos que da banda que executa a trilha sonora há dois artistas cegos ea produção se preocupou em disponibilizar assentos especiais para portadores de necessidades especiais, além de sessões com audiodescrição e Libras (língua brasileira de sinais) aos domingos até o final da temporada.
SERVIÇO:
Onde: Sesc Ginástico
Av. Graça Aranha, 187, Centro, Rio de Janeiro
Quando: 19 de outubro a 19 de novembro de 2017, quinta a sábado às 19h e domingo às 18h
Quanto: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (para jovens até 21 anos, estudantes e maiores de 60 anos), R$ 7,50 (Associados Sesc)
Anúncios

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s