“Garota de Ipanema, o Musical da Bossa Nova” chega à São Paulo e destaca importância da cidade para o gênero

Com entrevista de Grazy Pisacane

Uma das estreias deste segundo semestre em São Paulo é “Garota de Ipanema, O Musical da Bossa Nova” que chega ao Teatro Opus pelas mãos da Aventura Entretenimento. Antes que qualquer desavisado pense que o musical é o mesmo que foi apresentado no Rio de Janeiro com o título “Garota de Ipanema, o Amor é Bossa”, avisamos que se tratam de peças diferentes, apesar de terem como pano de fundo a sonoridade agradável e única da Bossa Nova. Enquanto no espetáculo que foi apresentado em 2016 na inaguração do Teatro Riachuelo Rio havia uma narrativa sendo contada, nesta nova produção o foco foi colocar a música em primeiro plano, em um aspecto semelhante a um “musical-show”.

“Entre o ‘Garota de Ipanema’ e esse novo espetáculo, chegamos a fazer um ‘pocket’, que não falava de São Paulo. Agora que expandimos a obra, que antes tinha cinco atores e nesta montagem conta com 10, a contribuição paulistana entrou. E nem foi só porque viemos para cá. O próprio Rodrigo Faour, que assina a pesquisa do espetáculo, já queria ter colocado isso antes, mas na versão resumida não cabia. Quando surgiu a oportunidade, vários elementos que haviam ficado de fora entraram para o enredo” explica Claudio Lins, um dos protagonistas do musical.

Elenco de “Garota de Ipanema”: diversidade de talentos // FOTO: Caio Gallucci

Além de Claudio Lins, o musical conta com nomes como Fabi Bang e Myra Ruiz, que ficaram conhecidas pela sua atuação em “Wicked” em 2016, Marcelo Várzea, Andrea Marquee, Ariane Souza, Tadeu Freitas, Jhafiny Lima, Eduarda Fadini e Nicola Lama. Nicola, em seu quinto trabalho junto à Aventura Entretenimento, celebra a diversidade de talentos do elenco e o repertório do espetáculo.

Myra Ruiz e Nicola Lama interpretam clássicos da Bossa Nova // FOTO André Wanderley

É diferente de tudo que eu já fiz. Meu último musical foi ‘Rocky Horror Show’, que era tudo estranho, com músicas que muita gente conhece, mas versionadas, o que não deixa de ser uma novidade. E além disso, o meu personagem era um alemão. Quando fui convidado, eu disse ‘esse talvez será o maior desafio de todos os trabalhos que eu fiz aqui’, porque eu estou trabalhando com Claudio Lins, com Andrea Marquee, com gente que é do meio e que está envolvida com o gênero desde criança“, comenta o ator, de origem italiana e que fez seu nome em palcos brasileiros.

SERVIÇO:

Onde: Teatro Opus – Shopping Villa Lobos
Avenida das Nações Unidas, 4777 – Alto de Pinheiros
Quando: 22 de setembro até 10 de dezembro.
Sexta-feira – 21h30 / Sábado – 21h / Domingo – 20h30
Quanto: Sexta e domingo: VIP – R$ 140,00 | Plateia – R$ 110,00 | Balcão – R$ 50,00
Sábado: VIP – R$ 160,00 | Plateia – R$ 130,00 | Balcão – R$ 50,00
Vendas: Site Ingresso Rápido ou Bilheteria Local
Duração: 90 minutos
Classificação etária: Livre

Anúncios

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s