“Josephine Baker – A Vênus Negra” apresenta artista que desafiou os padrões de seu tempo

Pouco talvez se saiba sobre o nome Josephine Baker traga poucas memórias ao público atual. Mas de fato, a cantora e atriz do início do século passado representa um marco de inclusão de pessoas miscigenadas no teatro, principalmente o vaudeville e o teatro de revista. Agora, sua figura vem à tona no monólogo musical “Josephine Baker – A Vênus Negra”, estrelado pela atriz Aline Deluna, em cartaz no Teatro Maison de France, no Rio de Janeiro.

Criadora e criatura Josephine Baker (à esquerda) e Aline Deluna (à direita)

Herdando traços étnicos de negros, brancos e indígenas norte-americanos, Josephine fez da arte seu ofício desde muito cedo, começando quando criança a se apresentar nas ruas. Mais tarde, viajou dos Estados Unidos para a França, onde se apresentou em casas como o Théâtre des Champs-Élysées e no famoso Folies Bergère. Com suas performances sensuais, recheados de humor e deboche, a artista logo ganhou as alcunhas de Vênus Negra”, “Pérola Negra” e “Deusa Crioula”. Após conquistar sucesso na cena parisiense, atuou como espiã obtendo informações sobre os alemães para o governo francês. Outro feito memorável de Baker foi a adoção de 12 órfãos de diferentes etnias, aos quais chamava de sua “tribo arco-íris”.

 

No palco, o monólogo evoca a sensualidade da artista sobretudo em seus figurinos e cabelo a la Betty Boop. A trilha sonora é composta por jazz e ganha vida pelas mãos do trio de músicos/atores Dany Roland (bateria e percussão), Christiano Sauer (contrabaixo e violão) e Jonathan Ferr (teclado e acordeom). O musical, com texto de Walter Daguerre e direção de Otávio Müller, entra em cena em um momento tênue onde o papel da mulher na sociedade ganha destaque a cada dia, tal qual foram nos dias de Josephine.

Serviço – Josephine Baker – A Vênus Negra

Onde: Teatro Maison de France – Avenida Presidente Antônio Carlos, 58.

Quando: Até 28 de maio. De quinta à sábado, às 20h. Aos domingos, às 19h.

Quanto: R$ 60,00

Anúncios

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s