Conheça os atores de musicais que dão voz ao live-action “A Bela e a Fera”

É comum identificar nas telas algumas vozes que conhecemos dos palcos. A dublagem sempre contou com muitos nomes do teatro musical, por trás das falas ou das canções, especialmente os clássicos da Disney, onde já pudemos reconhecer Kiara Sasso, Kacau Gomes, Saulo Vasconcelos e Any Gabrielle, e no aguardado “A Bela e a Fera” não será diferente. A clássica animação de 1991, que ganhou um remake no formato live-action, o mais famoso do momento, chega aos cinemas em março deste ano, com um elenco estelar.

belafera18janeiro-01

A produção, realizada por Bill Condon e escrita por Stephen Chbosky e Evan Spiliotopoulos, terá nomes como Emma Watson, Dan Steves, Luke Evans, Ewan McGregor, Kevin Kline, Ian McKellen, Emma Thompson e Audra McDonald no elenco, mas a novidade fica por conta das vozes que poderão ser ouvidas na versão dublada do longa. Para dar vida a uma das mais queridas princesas, a escolhida foi a atriz Giulia Nadruz, muito lembrada por sua Fiona em “Shrek, o Musical”, a cômica Gabrielle, em “Cinderella”, e Molly, sua mais recente personagem, em “Ghost”. O ator Rodrigo Miallaret, que já esteve em diversas superproduções e se difere por ter integrado os dois elencos da montagem brasileira do musical, em 2002 e 2009, dando vida a diversos personagens, entre eles Horloge e Lumière, também poderá ter sua voz reconhecida no papel do inventor Maurice, pai de Bela, a quem deu vida na segunda temporada do musical, apresentada no Teatro Renault.

Foi uma grande honra fazer parte das duas produções do musical no Brasil e ainda dublar o Maurice. É um trabalho minucioso o da dublagem, completamente diferente do palco, pois a interpretação e o tom de voz são outros, afinal, você tem apenas ela para colocar todas as emoções, já no palco seu corpo está ali, à sua disposição, conta Miallaret.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outro nome que revive a história é o ator e cantor Nando Pradho, que em meio a loucura dos ensaios de “Les Misérables”, onde estreia hoje, 10, como Javert, no Teatro Renault, emprestou sua voz ao também ‘vilão’ Gaston, relembrando os tempos que o interpretava na montagem de 2002, onde substituiu Daniel Boaventura.

nando-gaston

Nando Prado como Gaston em 2002 – Foto: Divulgação

Completam o time de grandes vozes dos musicais os atores Alirio Netto como Lefou, Ivan Parente, como Lumière, Cidália Castro como Sra. Potts, e Sérgio Rufino como o piano de cauda Cadenza, um personagem escrito especialmente para o live-action, descrito como um “maestro neurótico”, além de nomes como Bianca Tadini, Saulo Vasconcelos, Thiago Machado, Fábio Cadôr, Tony Germano e Amélia Gumes.

As versões em português da trilha sonora, assinadas por Mariana Elisabetsky, já podem ser ouvidas no Spotify clicando aqui, e o longa musical pode ser conferido em todos os cinemas à partir de 16 de março.

Anúncios

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s