Conheça Sipros, o artista que assina os grafites do musical “Dias de Luta, Dias de Glória – Charlie Brown Jr.”

Ele é conhecido por seus graffitis realistas, famoso por reproduzir rostos de estrelas e anônimos em telas, muros, paredes e até orelhões, e há quase duas décadas usa das latas de spray para colorir diversos cantos do mundo. Aos 32 anos, Wellington Naberezny, mais conhecido como Sipros, encarou um novo desafio em sua carreira, se associar à equipe criativa de um espetáculo musical, onde assina como cenógrafo associado.
O artista é o responsável pelas paredes grafitadas do palco do Teatro Gamaro, onde o musical “Dias de Luta, Dias de Glória – Charlie Brown Jr.” está em cartaz desde 13 de março, e em comemoração ao Dia do Grafite, que acontece nesta sexta, 27, ele contou com exclusividade para o B! tudo sobre o seu envolvimento com este tipo de pintura, que se tornou um lazer e um trabalho para ele.

“Eu comecei com 14 anos, e conheci o graffiti nas andanças com a minha mãe no centro de São Paulo, no qual eu ficava admirado com a arte. Como meu pai tinha uma oficina de mecânica e funilaria, eu pegava as tintas dele para fazer os desenhos (risos). Aos poucos comecei a fazer alguns trabalhos de aerografia em motos e assim conseguia o dinheiro para comprar as latas de spray. E nessa já se passaram 18 anos de muito graffiti!”.

Dentre seus vários trabalhos, e as histórias que coleciona com cada um deles, o artista plástico, que já teve seu talento reconhecido via Twitter até mesmo pelo Rei Pelé (por uma obra na 2ª edição da Vivo Call Parade, na Avenida Paulista), conta de que forma vê o retorno pessoal e profissional que recebe no dia-a-dia.

“Eu me sinto muito realizado e grato a Deus por este dom concedido, e quando uma pessoa que admira minha arte ou um iniciante no graffiti fala que me tem como referência, vejo o quanto o meu trabalho está contribuindo para esta nova geração.”.

Embora ele não consiga escolher um trabalho que se destaque entre os mais difíceis, e nem eleger algum como o seu preferido, Sipros, que afirma dar o melhor de si em todos eles, revela que o voto de “mais especial do momento” vai para a tela do Chorão, atualmente exposta no musical que homenageia o vocalista, pois imagina quantas pessoas irão vê-la e qual será a emoção sentida.
E em relação a essa ligação com o projeto, ele conta como tudo começou.

Tive o prazer de conhecer um dos diretores, Bruno Sorrentino, na New Era Brasil, bem no inicio do projeto, ele explicou como seria, e de cara abracei a ideia, já que nunca tinha feito algo assim! E antes mesmo da estréia do musical, deixei minha marca na sede da S3 Produções, que me recebeu de braços abertos.

_MG_8997

Carolina Oliveira, Júlio Oliveira, Sipros, Bruno Sorrentino e Patrícia Coelho na antiga sede da S3 Produções (esq. p/ dir) – Foto: Amanda Cibele

E quanto ao processo de criação…

“Tivemos que correr para não atrapalhar os ensaios, e aproveitamos a folga do Carnaval para fazer tudo em cinco dias. Quis trazer a rua para o palco do musical, fiz o meu trabalho com referencias do skate e símbolos do Charlie Brown Jr. Contei com a participação do grafiteiro Does, com a sua letra no estilo “WildStyle”, e da Fláh Ramos, preenchendo o palco com as melhores frases da banda”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Além do cenário, Sipros usou da mesma essência para pintar diversas telas ligadas ao tema do musical, algumas já expostas pelo foyer do teatro e que estarão à venda durante a temporada paulistana, ampliando assim sua parceria com a S3 Produções Artísticas.
E sobre a sensação de ter seu trabalho apresentado a tantas pessoas e ter seu nome associado a este projeto, que já é considerado um sucesso entre muitos fãs da banda santista, ele diz:

“Nunca tive contato diretamente com a banda, mas ela fez parte da minha adolescência, e com essa parceria só me trouxe as boas lembranças daquele tempo. Não posso negar que me emocionei muito na estréia (risos), pois foi uma mistura de sentimentos, desde o dia em que fui convidado para o projeto, os ensaios que acompanhei, e o processo de criação do graffiti e da pista de skate, tudo ali casado e tornando um sonho realidade! Eu fico muito feliz em participar de tudo isso com essa galera 10!”

Dia do Graffiti

Nessa sexta, 27, a produção do musical comemora o “Dia do Grafite” recebendo Sipros para uma ação especial, ele estará grafitando ao vivo, em frente ao Teatro Gamaro. O evento, conhecido como “live painting” começa às 19h.

Conheça mais trabalhos de Sipros:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

E você? O que achou da matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s