MusicaisPelo Brasil

“Acorda Amor!”, do Teatro Cego, fala de ditadura ao som de Chico Buarque

O que acontece quando você vai ao teatro, mas literalmente não vê nada? Quando não consegue enxergar um palmo diante dos olhos e um breu domina o ambiente? Algumas pessoas podem achar que é impossível compreender tudo que acontece em volta, mas a Caleidoscópio Comunicação & Cultura prova que não, que deixando a visão de lado e fazendo uso de outros sentidos, como olfato, tato e audição, se pode ver muito mais, até enxergar além.
A proposta diferente faz parte do projeto Teatro Cego, um grupo criado em 2012, que reúne atores e atrizes cegos e não cegos em cena, e inova em sua forma de expressão teatral, fazendo uso de uma interpretação que os coloca em igualdade de condição com os espectadores, e proporciona a eles, uma total interação. Depois do sucesso da adaptação de “O Grande Viúvo“, de Nelson Rodrigues, chega agora ao Itaú Cultural, em São Paulo, o espetáculo “Acorda Amor!“, embalado ao som de clássicos do grande homenageado do ano, Chico Buarque.

Grupo Teatro Cego

A nova montagem, ambientada nos anos 70, durante o período da ditadura militar, conta a historia de quatro jovens, três rapazes e uma garota, envolvidos na guerrilha estudantil pelo fim dos tempos difíceis. Enquanto tentam driblar os militares, na função de mensageiros do movimento, Paulo, Lucas e Cesar lutam pelo amor de Natasha. A jovem, namorada de Paulo, omite seu atual desinteresse pelo namorado usando a desculpa de que naquele momento, o bem do país é muito mais importante do que a relação do casal, e nessa, o quarteto passa por uma fase de transformação, onde o amadurecimento das relações entre eles é inevitável, ao mesmo tempo em que eles aprendem a lidar com a situação do seu país, que é o que realmente move a trama.

Com seis canções apresentadas ao vivo, e acompanhadas pelos sete músicos do grupo Social Samba Fino, a trilha, com arranjos feitos pela diretora musical Lua Lafaiette, tem uma das funções mais importantes, que é ligar os fatos e as cenas que acontecem completamente no escuro, e através delas, das vozes, sons, cheiros e sensações táteis, a compreensão da trama se torna possível, fazendo com que a plateia conheça o mundo dos deficientes visuais mais intensamente, e desfrute de uma das mais diferentes experiências culturais.
Sob a direção de Paulo Palado, que também entra em cena ao lado dos atores Paula França, Giovanna Maira, Sergio Sá, Ian Noppeney e Leo Santiago, eles ficam em cartaz somente ate 04 de maio.
No mês de junho, eles reestreiam em palco novo, no Teatro Sérgio Cardoso, para uma temporada que vai do dia 02, até o dia 26.

Acorda Amor

Serviço:

Itau Cultural
Avenida Paulista, 149 - São Paulo
Estação Brigadeiro do metrô

Quando: 30 de abril às 20h
        01 de maio às 18h e 20h
        02 de maio às 20h
        03 de maio às 18h e 20h
        04 de maio às 19h

Entrada Franca
*Para as sessões dos dias 01, 02 e 03, os ingressos  serão distribuídos a partir das 17h30.


-----------------------------------------------------

Teatro Sérgio Cardoso

Sala Paschoal Carlos Magno
Rua Rui Barbosa, 153 - Bela Vista
Quando: Segunda a Quarta ás 20h30 e Quinta às 20h
Quanto: R$30,00
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

*Nos dias 12, 17 e 23 não haverá espetáculo
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar