Musicais

As versões de Claudio Botelho

Para os amantes de musicais no Brasil, certamente o nome Claudio Botelho é conhecido. Para quem é recém-chegado ao assunto, basta explicar que o cara é simplesmente o “mago das letras” do mundo dos musicais. Claudio Botelho é responsável por assinar a versões de uma infinidade de adaptações de espetáculos da Broadway no Brasil. É mágico o seu trabalho com as palavras, capazes de tornar inteligíveis em português brazuca versos ágeis e velozes como os do musical “Evita”. Quer conhecer mais sobre o trabalho de Botelho? Então visite o site “Versão Brasileira“, que contém as letras dos principais trabalhos feitos por Claudio no Brasil, como as versões de Evita, Les Misérables, West Side Story, Hair, Despertar da Primavera, além de espetáculos autorais bem sucedidos como “7 –  O Musical

Veja alguns exemplos:

Buenos Aires

  • Musical: Evita
  • Música e Letra Original: Andrew Lloyd Weber e Tim Rice
  • Versão: Claudio Botelho

Olá, Buenos Aires
Eu vim aqui pra dizer: meu coração é teu!
E o teu é meu!

Lá vou eu, sim
Buenos Aires
Tá bom, se queres saber por que é que eu brilho assim
É uma estrela que eu carrego em mim!

Quero mais teu calor
Teu vapor, teu barulho e teu cheiro
Vou dançar por aí
Pelo chão, pelo cais, por inteiro
Não, meu bem, não dá pra resistir
Já pode espalhar que eu tô chegando!

Alô, Buenos Aires!
Meu bem! Não tem pra ninguém, olha quem chegou
Ora fazer o show!

Chega aqui, pega aqui
Faz assim meu amor, me carrega
E me joga dali pra acolá
Me desfruta e me esfrega.
Eu cheguei transbordando de paixão
Pode abrir a porta, eu tô entrando!

Tá bom, Buenos Aires
Tá bom, se queres saber por que é que eu brilho assim
É uma estrela que eu carrego em mim!

E se além do limite eu vou
É por tudo que me encantou
Nos olhos teus – te amo!
E se eu paro pra descansar
Eu já sei onde me atirar:
Nos braços teus – serenos.

(…)

Quero mais teu suor, tua dor
Teu gemido e teu mangue
Tua carne pra mim costurada
Na minha com sangue
Dá uma chance e eu sei que vou ganhar
Pode aproveitar que eu tô gostando!

Rio de la plata. Florida, corrientes,
Nueve de julio
A mamãe chegou!

Tá bom, Buenos Aires
Meu bem, se queres saber por que é que eu brilho assim
É uma estrela só…
Uma estrela só…
Uma estrela que eu carrego em mim!

 

Over the Rainbow (Além do Arco-Íris)

  • Musical: O Mágico de Oz (The Wizard of Oz)
  • Música e Letra Original: Harold Arlen e E. Y. Harburg
  • Versão: Claudio Botelho

Se o mundo é só um lugar sem graça
Onde o tempo passa devagar
Sei que existe um lugar melhor

Se lá no céu tudo é cinza e triste
E se a chuva insiste em não parar
Tem um mundo de outra cor
Bem ali depois do sol
Logo atrás daquela flor

Além do arco-íris
Um lugar
Que eu ouvi na canção feliz
Que me fez sonhar

Além do arco-íris
Onde o céu
É azul, como um sonho azul
Quando amanheceu

Um dia alguma estrela vai
Ouvir o meu pedido e num segundo
Eu vou me transportar então
Pra lá de toda escuridão, além do mundo

Além do arco-íris
Logo atrás
Depois do arco-íris
Tristeza não vem mais

Existe esse lugar assim
E o arco íris
Vai guardar pra mim.

Fonte: http://claudiobotelholetras.wordpress.com

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Por mais que são pequenos trechos do assunto, ajuda bastante, ainda eu que tenho que desenvolver um TCC de adaptação musical e falarei de Botelho e o musical Evita.

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar