BiografiaBlack Divas dos MusicaisBroadwayMusicais

Audra McDonald: A colecionadora de prêmios Tony

Audra McDonald discursando ao receber o Tony de Melhor Atriz em um Musical em 2012

Para abrir o especial sobre as “black divas” do mundo dos musicais, escolhemos nada mais, nada menos do que Audra McDonald, detentora de cinco estatuetas. Recentemente, a atriz se destacou pela atuação no musical “The Gershwin’s Porgy and Bess”

Nascida em Berlim e criada em Fresno, Califórnia, é a mais velha de duas filhas. Começou a estudar teatro ainda jovem para conseguir conter seu hiperativismo. Durante sua juventude, estudou na Theodore Roosevelt High School, participando do programa de Artes da Roosevelt School of Arts, um projeto interno da escola. Em 1993 também se graduou em canto lírico pela Juilliard School. Iniciou sua carreira ao lado do diretor de teatro Dan Pessano, em uma companhia amadora.

A atriz ganhou seu primeiro Tony em 1994 por conta de sua performance em Carrossel, quando teve a honra de trabalhar com Shirley Boof , Gwen Verdon e Zerp Mostel. Seu papel mais importante foi em Marie Christine, peça de maior sucesso de sua carreira. Ao total, Audra recebeu 5 prêmios Tonys, se tornando uma das mais reconhecidas atrizes da Broadway. Sua marca registrada é a extensão vocal. Além dos trabalhos em musicais e peças, Audra já apareceu em inúmeras séries da TV norte-americana, além de se apresentar em várias concertos e óperas.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=BFYOl4Yv3c8&feature=fvwrel]

Audra executando “Summertime”, na abertura de Porgy and Bess

Em 2000, veio o primeiro Tony de Melhor Atriz em um Musical, pela interpretação de Marie Christine, no musical de mesmo nome. Uma curiosidade: o diretor deste espetáculo, Michael John LaChiusa, criou a personagem especialmente para Audra, após vê-la em uma audição para Carousel. No ano de 2004, ela recebeu um Tony de Melhor Atriz em um papel de Destaque em uma peça novamente, ao interpretar Ruth Younger no revival de “Raisin in the Sun”. Em 2007 ela recebeu mais um Tony de Melhor Atriz em um musical pela sua atuação em “110 in the Shades”. A dose foi repetida neste ano, ao vencer na mesma categoria pelo seu trabalho como Bess, no revival de The Gershwin’s Porgy and Bess.

O musical é  originalmente uma ópera do compositor George Gershwin, com com autoria de Dubose Heyward, e letras Ira Gershwin. Concebida originalmente por George Gershwin como uma “ópera folclórica americana”, Porgy and Bess estreou em Nova York em 1935 e tinha um elenco composto unicamente de cantores negros com formação clássica – uma escolha artística ousada na época. Gershwin escolheu a musicista Eva Jessey, também afro-americana, como diretora de coro da ópera. Audra contracenou ao lado de outro grande nome na Broadway, Norm Lewis, no papel no mendigo Porgy. Parte do sucesso do musical, que dividiu as opiniões da crítica de Nova Iorque, é resultado do maravilhoso trabalho dessa atriz. A paixão que ela transpira pela sua carreira inspira a todos nós a nos entregar e acreditar naquilo que para nós é mais importante, indiferente de ser a música, a escrita ou qualquer outro sonho.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=2EG5ysRhxOs?feature=player_detailpage]
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar