O Melhor do Tony Awards 2012 – Parte 3 – Newsies

Olá novamente pessoal, tudo bem? Primeiramente mil desculpas por demorar a fazer uma nova postagem. Lidar com a agenda é difícil, mas eu sempre procurei trazer algumas coisas novas, mesmo não sendo originalmente minhas.

Hoje eu trago para vocês um post sobre o vencedor dos Tonys de Melhor Coreografia e Melhor Trilha Sonora Original: Newsies, um espetáculo do Disney Theatrical Group, ramo da empresa voltado para essa área de entretenimento. O musical é baseado no filme homônimo de 1992, também dos estúdios Disney, que tinha como protagonista nada mais, nada menos do que Christian Bale. Sim, o mais recente e querido Batman. O rapaz deu a vida ao protogonista Jack Kelly, entregador de jornais em Nova York na virada do século XX. O filme não teve um bom desempenho no cinema, mas encontrou seu espaço entre os vídeos VHS da Disney para crianças. No Brasil, o longa-metragem musical recebeu o nome de “Extra, Extra!” e não ficou muito conhecido por aqui.

O enredo conta a história de um grupo de pobres meninos entregados de jornais de Nova York no fim do século e é baseado em uma greve real que aconteceu no período, por conta do aumento abusivo dos custos da distribuição. Jack Kelly vive na cidade, mas seu sonho é morar em Santa Fé, no estado do Novo México. No musical, quem interpreta o personagem é mais novo ator querido do momento, Jeremy Jordan. O jovem de 26 anos havia acabado de sair da curta temporada de Bonnie e Clyde, onde interpretou o famoso bandido. Em 2009, Jordan também encarou outro papel de destaque, o Tony, de West Side Story, no revival do musical. Recentemente, o rapaz foi convidado para um papel regular na segunda temporada da série Smash.

Voltando a história, os pequenos jornaleiros iniciam uma greve na cidade, por conta dos abusos cometidos pelos editores de Nova York, sobretudo pelo vilão da história, Joseph Pulitzer, interpretado por John Dosset, veterano de Gypsy. Nesta adaptação, não foram adicionados muitos números musicais novos, mas a coreografia de Christopher Gatteli é realmente digna do prêmio. Os companheiros de Jack Kelly executam passos incríveis, incluindo dançar sobre folhas de papéis, sem cair. Vejam a apresentação do grupo no Tony Awards deste ano no vídeo abaixo:

O show tem um apelo bem infanto-juvenil, o que justificou o grande número de adolescentes que assistiram às apresentações. A Disney já tinha planos para levar o espetáculo aos palcos há algum tempo, aguardando a oportunidade certa. A princípio, o show ficaria em cartaz por pouco na Broadway, mas como o musical agradou a crítica, o prazo foi esticado. Além de Jeremy Jordan, no elenco estão Kara Lindsey, no papel de Katherine, jornalista que apoia o grupo de entregadores e faz par romântico com Jack Kelly. Outro destaque foi o já veterano na Broadway Andrew Keenan Bolger, ao lado de Ben Fankhauser, nos papéis de Crunchie e Davey, melhores amigos de Kelly.

Kara Lindsey, no papel da jornalista Katherine

Como nada é perfeito,  Newsies também deixou a desejar em alguns pontos. Ao ouvir a trilha sonora, você percebe rapidamente que o segundo ato é quase composto de reprises de canções do primeiro. Essa observação é bem visível, mas o comentário que farei a seguir é particular. Eu admito que não sou fã dos musicais da Disney. Tentei uma vez ouvir a Bela e a Fera, mas não consegui. Nem ouvi o Rei Leão. Não quero usar adjetivos aqui, porque nunca vi os shows, então seria errado falar do que não se conhece, mas o que mais me incomoda nestes espetáculos é que tudo parece muito previsível.

Bom, são orientados para crianças, a linguagem precisa ser fácil. O roteiro também sempre me parece um pouco pré-determinado, esperamos sempre por um final feliz. Mas se  pensarmos um pouco, muitos são os espetáculos e outras obras de arte, como filmes, óperas, músicas, que nos fazem esperar por um happy end, não?

Não quero desconstruir Newsies. O hit “Seize the Day” é bem legal, mas eu prefiro espetáculos que me surpreendam. Não quero adivinhar tudo com uma bola de cristal. (Mas eu confesso que assistira se viesse ao Brasil). Outro ponto que não apenas eu deixei de notar, mas também a crítica de Nova York, é o porque usaram dançarinos de 20 e poucos anos para interpretarem menores de idade? Poxa, é Disney não? Talvez a oferta de jovens bailarinos menores de idade na “Big Apple” ( para quem não conhece, esse é um dos apelidos de Nova York) estivesse bem baixa. 

Falando sobre a música, o compositor é Allan Menken, responsável pelas trilhas dos filmes “A Bela e a Fera” e “Alladin”. O compositor levou para casa o Tony de Melhor Trilha Original. Na minha opinião poderia ter caprichado um pouquinho mais no segundo ato. O mais interessante é que o próprio texto da peça reconhece  isso, quando um dos personagens faz uma piada ao outro dizendo “Você não está cansado de cantar essa música o tempo todo”. Confesso, eu ri sozinho aqui.

Anúncios

Um comentário em “O Melhor do Tony Awards 2012 – Parte 3 – Newsies

  1. Adorei na hora que você usa da intextulidade para falar dos bailarinos, realmente se eles são a “Big Apple”, porque não utilizar bailarinos mais novos. É New York???

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.