MusicaisPrêmios

O Melhor do Tony Awards 2012 – Parte 1- Once

O Tony Awards é conhecido por ser a maior premiação do teatro nos Estados Unidos. Tanto peças teatrais como musicais concorrem todos os anos no evento que é considerado o Oscar do gênero. Na edição de 2012, os espetáculos musicais indicados do Tony foram “Once”, “Leap of Faith”, “Evita”, “Jesus Christ Superstar” “Nice Work If You Can Get It”, “Follies” “The Gershwin’s Porgy and Bess”, “Newsies”, “Lysistrata Jones”, “A Clear Day You Can See Forever”, “Bonnie & Clyde”, “Spider-man Turn Off The Dark” e “Ghost”.

O vencedor desta 66ª, edição, realizada no último dia 10, foi o favorito da temporada, Once. A peça foi indicada em 11 categorias, das quais venceu em oito, incluindo “Melhor Musical”, Melhor Ator” e “Melhor Cenário”. Como jornalista, eu  devo evitar os adjetivos, mas no caso de Once, é uma tarefa quase impossível. O musical é algo que não se via na Broadway há muito tempo, com um linguagem bem inovadora.

Once é baseado no filme independente irlandês de mesmo nome, ganhador do Oscar de Melhor Canção Original em 2007, pela música “Falling Slowly“. Depois de ouvir a canção, vocês vão entender um pouco do show e do que eu estou falando.

O enredo conta a história de amor entre um músico e compositor irlandês e uma imigrante tcheca. A grande diferença desse romance é que não há apelo sexual, como estamos habituados a ver. A música é a grande intermediária entre “Guy” e “Girl”, como são chamados os protagonistas.

O show teve entre os seus produtores Glen Hansard e Marketa Irglova, protagonistas do filme. Na peça, Steve Kazee e Cristin Milioti interpretaram o casal. A trilha conta com músicas em um estilo folk delicioso de se ouvir, com duas faixas instrumentais fantásticas. Ouçam abaixo:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=kTJ2SaKECt0]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=OO7zOX8YOuc]

Outro aspecto inovador de Once é sua relação com os músicos. Nos shows tradicionais de teatro musical, a orquestra fica no fosso, um espaço entre a platéia e o palco. Once trouxe os músicos não apenas para o palco, mas para dentro da própria história. Cada um dos integrantes da pequena orquestra é um personagem do enredo. Após a execução das canções, os músicos se recolhem ao fundo do palco, visíveis a platéia. aguardando seu retorno. O cenário, um típico pub irlandês, também foi pensado para oferecer algo novo. Durante o intervalo entre o primeiro e o segundo ato, os espectadores podem se servir no próprio bar do palco.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=cb6-HdfvWZQ]

Steve Kazee ganhou o prêmio de Melhor Ator em Musical e o discurso dele quase me fez chorar. Não apenas pela emoção do ator, mas sua dedicatória à mãe e aos amigos do elenco. No domingo de Páscoa deste ano, a mãe de Steve faleceu lutando contra um câncer e ele dedicou o seu primeiro Tony a sua memória, agradecendo a todos que o ajudaram a subir no palco após este acontecimento.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=bQ3nI_tZRzY]

Cristin Milioti pode não ter ganho o prêmio de Melhor Atriz, mas ainda assim teve uma grande performance como “Girl”. Eu espero que este show faça um tour ou tenha uma montagem brasileira. Para finalizar eu deixo para vocês a versão do musical de “Falling Slowly” e o link do site oficial de Once. A trilha sonora pode ser comprada no iTunes ou baixada aqui.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=KfeRdH4Q_sg&list=UUosK7Ruswe6VYzF6fc3OeJA&index=2&feature=plcp]

Etiquetas
Mostrar mais

Cláudio Martins

Jornalista formado pela FACHA (RJ) e fundador do A Broadway é Aqui!

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar