B!CultCoronavirusDicasEspeciaisLiteraturaMusicais

Dose de Cultura: Artistas indicam livros para a quarentena

Uma primeira leva de sugestões para quem é fã de literatura. Confira!

Em tempos de quarentena e Coronavírus, se tem uma coisa que ajuda a ‘desconectar’ do mundo lá fora e mergulhar de cabeça em outras histórias são os livros. Entre fictícios e biográficos, tem romance, drama, científico, auto-ajuda, e ótimas opções para ensinamentos e aprendizados neste e em qualquer outro período, além de serem grandes aliados para passar o tempo.

Para quem procura dicas, o B! bateu um papo com vários artistas incríveis ligados ao universo dos musicais, que compartilharam suas preferências na literatura. Confira!

Any Gabrielly

‘A Maldição do Tigre’, de Colleen HouckO livro explora o romance de uma forma diferente e grande parte da história se passa na Índia, o que também é uma ótima chance de aprender muito sobre a cultura deles.

.

Leo Bahia

‘Cem anos de solidão’, de Gabriel García MárquezUm livro lindo que fala da trajetória de uma família pelo tempo, cruzando com a história do povo do lugar de onde moram. Eu lembro de ter que escrever num papel, toda a árvore genealógica da família, de tanto personagem que tem! Esse livro me marcou muito e é um dos meus favoritos até hoje. Preciso reler inclusive!

.

Artur Volpi

‘Ideias para adiar o fim do mundo’, de Ailton KrenakÉ um livro que dialoga de certa forma com o momento que estamos passando, ao repensar nosso estilo de vida, as relações do homem com a natureza e do convívio em sociedade.

.

Alessandra Maestrini

‘In Pieces’, de Sally Field – Autobiografia maravilhosamente escrita. Um mergulho profundo na trajetória da atriz e do mundo cinematográfico à sua volta, bem como de sua vida interior. Profundo, divertido e riquíssimo!

.

Laura Lobo

‘Fahrenheit 451’, de Ray BradburyAdoro livros de ficção, e esse é um romance distópico que retrata uma sociedade americana futurista em que livros são considerados fora da lei e bombeiros na verdade trabalham queimando todos os livros que sejam encontrados. O título Fahrenheit 451 é a temperatura na qual o papel de livro pega fogo e queima.

.

Saulo Vasconcelos

‘Queda de Gigantes’, de Ken FollettUm calhamaço de centenas de páginas que eu devorei em alguns dias porque tava super afim de ler algo com o tema da 1ª Guerra Mundial. Uma lista enorme de personagens super interessantes, sem fazer você se perder na história.

.

Ivan Parente

‘Rita Lee – Uma Autobiografia’, de Rita Lee Eu nem sei se todos sabem, mas eu amo biografias. Lançou eu já quero. Rita Lee sempre foi uma das compositoras que eu mais amo na vida. Quando essa biografia foi lançada esgotou de prima e demorei umas semanas pra conseguir. Rita Lee é uma artista debochada, politizada, romântica e novamente debochada que resolveu tomar conta da sua vida muito cedo e cuidou também de sua biografia. Conta histórias da sua família que cresceu na Vila Mariana e desmistifica “Os Mutantes”. Fala sobre seu encontro com Roberto de Carvalho e os sucessos todos de sua carreira. Pra quem gosta de música é um prato cheio. Eu amei e estou amando, porque estou lendo de novo.

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar