B!CultPrêmiosRio de Janeiro

Conheça os vencedores do Prêmio Cesgranrio 2020

Letícia Soares, de "A Cor Púrpura" faturou troféu de melhor atriz em musical

Na noite de ontem, 28, foi celebrada a sétima edição do Prêmio Cesgranrio de Teatro, que prestou homenagem à Eva Wilma por sua contribuição artística ao teatro e à TV. A cerimônia, realizada no hotel Copacabana Palace, também lembrou de outros nomes de duas grandes divas dos palcos que saíram de cena em 2019: Ruth Souza e Bibi Ferreira.

Carlos Alberto Serpa, Presidente da Fundação Cesgranrio, ao lado de Eva Wilma, grande homenageada da noite
Carlos Alberto Serpa, Presidente da Fundação Cesgranrio, ao lado de Eva Wilma, grande homenageada da noite

Entre os musicais, o destaque ficou para Letícia Soares, por sua atuação como a protagonista de “A Cor Púrpura“, produzido pela Estamos Aqui e que estreou em setembro de 2019 na Cidade das Artes, Rio de Janeiro, sob direção de Tadeu Aguiar.

Protagonista do musical "A Cor Púrpura" Letícia Soares
Protagonista do musical “A Cor Púrpura”, Letícia Soares faturou prêmio de melhor atriz em musical

Cada vencedor foi contemplado com R$ 25 mil, o que caracterizada um Prêmio Cesgranrio como um dos mais “generosos” ao reconhecer o talento dos artistas. Ao todo, R$ 300 mil são entregues em prêmios aos vencedores das 12 categorias analisadas pelo júri composto por Jacqueline Laurence Carolina Virguez, Daniel Schenker, Lionel Fischer, Macksen Luiz, Rafael Teixeira e Tânia Brandão.

Veja os vencedores do Prêmio Cesgranrio:

Melhor figurino:

Marcelo Marques (“Cole Porter – Ele Nunca Disse Que Me Amava”)

Marcelo Marques (“O Despertar da Primavera”)

Melhor cenografia:

Bia Junqueira (“Eu, Moby Dick”)

Melhor iluminação:

Rogério Wiltgen (“A Cor Púrpura – O Musical”)

Melhor ator:

Leonardo Netto (“3 Maneiras de Tocar no Assunto”)

Melhor ator em Teatro Musical:

Patrick Amstalden (“Ao Som de Raul Seixas ‘Merlin e Arthur, Um Sonho de Liberdade’”)

Categoria especial:

Bel Kutner (pela direção artística da Cidade das Artes)

Marcia Rubim (pela direção de movimento de “3 Maneiras de Tocar no Assunto”)

Melhor atriz:

Analu Prestes (“As Crianças”)

Melhor atriz em Teatro Musical:

Letícia Soares (“A Cor Púrpura – O Musical”)

Melhor direção:

Rodrigo Portella (“As Crianças”)

Melhor direção musical:

Tony Lucchesi (“A Cor Púrpura – O Musical”)

Melhor texto nacional inédito:

Leonardo Netto (“3 Maneiras de Tocar no Assunto”)

Melhor espetáculo:

“As Crianças”

Etiquetas
Mostrar mais

Cláudio Martins

Jornalista formado pela FACHA (RJ) e fundador do A Broadway é Aqui!

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar