B!NewsMusicaisRio de Janeiro

O Despertar da Primavera ganha nova montagem no Rio de Janeiro

Há 10 anos, a dupla Charles Möeller e Claudio Botelho trouxeram ao palco do Teatro Villa-Lobos a primeira montagem internacional de “O Despertar da Primavera”, adaptação de Duncan Sheik para a obra de Frank Wedekind. O espetáculo faturou diversos prêmios à época de sua estreia na Broadway por tocar em temas que ainda hoje, em 2019, são tabus para a nossa sociedade: o sexo.

Tal qual na primeira produção da dupla, em 2009, o elenco traz novos rostos para a cena teatral. A protagonista Tabatha Almeida vive a jovem e ingênua Wendla, enquanto Rafael Telles interpreta o questionador Melchior. João Felipe Saldanha, conhecido por sua atuação memorável como protagonista de “Pippin” dá vida ao triste Moritz, enquanto a bon vivant Ilse é interpretada por Maria Brasil. Completam o elenco jovem Bia Lomelino, Thiago Franzé, Diego Martins, Giovanna Rangel, Carol Pita, Leonardo Rocha, Gabriel Lara, Daniele Thomaselli, Davi Pithon, Gabi Camisotti, Victor Leal e Sara Chaves. Os adultos da peça, que representam diversos papéis, de certa, como antagonistas, são vividos por Bel Kutner e Augusto Zacchi.

Hoje tem teaser com algumas imagens das nossas primeiras apresentações só pra deixar com água na boca quem ainda não conseguiu vir nos assistir… 🤤😍Quer ver de pertinho? Nosso link de vendas está na bio! Corra e garanta seu ingresso! ❤️#ODespertarDaPrimavera #ODespertarDaPrimavera10anos #MoellerBotelho #TeatroMusical #PortoSeguro #SpringAwakening #Sympla #TheatroNetRio

Publiée par O Despertar da Primavera sur Lundi 4 novembre 2019

O Despertar da Primavera (“Frühlings Erwachen”) é originalmente uma peça escrita por Wedekind entre 1890 e 1891. A peça relata a situação de um grupo de jovens na Alemanha do século XIX confusos a respeito da sexualidade, dada a falta da disseminação de informações na época. A obra fala sobre temas como abuso, homossexualidade, virgindade, perseguição ao conhecimento e crítica à repressão social. Por conta disso, a obra ganhou a alcunha de “A tragédia infantil

Tabatha Almeida e Rafael Telles vivem os protagonistas da nova produção do espetáculo em cartaz no Theatro NET Rio
Tabatha Almeida e Rafael Telles vivem os protagonistas da nova produção do espetáculo em cartaz no Theatro NET Rio. FOTO: Robert Schwenck

Em 2006, uma adaptação da obra, com canções ao estilo rock alternativo assinadas por Duncan Sheik e Steven Sater chegou primeiro ao circuito off-Broadway, alcançando os teatros da Broadway ainda no mesmo ano. Em 2009, a montagem nacional assumiu alguns caminhos diferentes da montagem original.

Enquanto na versão da Broadway, os atores cantavam as músicas simulando um show de rock, utilizando inclusive microfones de mão em algumas cenas,  a produção de Möeller Botelho seguiu um caminho mais tradicional, sem os microfones, o que abriu margem para criatividade do elenco e diretores sobre como usar o corpo em cena.

A versão brasileira contou com Malu Rodrigues como Wendla e Pierre Baitelli como protagonistas, acompanhados de Letícia Colin e Rodrigo Pandolfo como Ilse e Moritz.

Elenco da primeira montagem de “O Despertar da Primavera” Ao Centro, Malu Rodrigues e Pierre Baitelli. FOTO: Site Möeller Botelho

Serviço | O Despertar da Primavera

Onde: Theatro NET Rio, 2º Piso, Rua Siqueira Campos, 143 – Copacabana.

Quando: 01 novembro a 22 dezembro / Sexta 20h, sábado 19h, domingo 19h

Quanto:

Etiquetas
Mostrar mais

Cláudio Martins

Jornalista formado pela FACHA (RJ) e fundador do A Broadway é Aqui!

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar