B!CultCinemaFilmes MusicaisMusicaisMusicais BiográficosMusicalmusical biográficomusical brasileiroSão PauloTrilha Sonora

Exposição ‘Musicais no Cinema’, no MIS, recebe dos clássicos mais antigos aos sucessos mais recentes

Mostra reúne filmes nacionais e internacionais do gênero musical

Essa é a primeira vez que a mostra ‘Musicais no Cinema’, realizada em parceria com o Musée de la Musique – Philharmonie de Paris, com o trabalho do pesquisador N. T. Binh, é apresentada fora da França. Inaugurada em 13 de novembro, estão expostos nos dois pavimentos do Museu da Imagem e do Som (MIS) dezenas de referências de famosos títulos do cinema nacional e internacional que envolvam música em sua dramaturgia.

Partindo da junção de fotografias, vídeos, cartazes, documentos de produção, figurinos originais e depoimentos em documentários, o público poderá encontrar pelos mais de 20 espaços um histórico desde clássicos como ‘Cantando na chuva’ (1952), ‘Amor, sublime amor’ (1961) e ‘Dançando no escuro’ (2000), até obras mais recentes como ‘La La Land’ (2017) e ‘Rocketman’ (2019). Figuras icônicas do gênero como Fred Astaire, Jacques Demy, Julie Andrews, Cyd Charisse e John Travolta também ganham destaque na exposição.

foto com rosto da atriz Carmen Miranda

Contando com a curadoria brasileira do jornalista e cineasta Duda Leite, ele foi o responsável pela adaptação da exposição em São Paulo e se encarregou de acrescentar áreas especiais para a cultura brasileira, com conteúdos e espaços inéditos que vão de 1927 a 2019, como ‘Esse mundo é um pandeiro’, dedicado às chanchadas, uma área que homenageia a atriz e cantora Carmen Miranda, que embora nascida em Portugal, veio para o Brasil aos três meses de idade, e destaques para as cinebiografias musicais como ‘Elis’ (2016), ‘Tim Maia’ (2014) e ‘Simonal’ (2018).

A exposição traz ainda outras áreas interessantes como uma seção dedicada à canção ‘Singing in the rain e suas referências encontradas em diversos filmes pelo mundo, e a seção ‘Ghost singers’, onde o visitante pode conhecer a voz original por trás das versões dubladas que se conhecem. Através de um sistema interativo, é possível escolher ouvir a voz original da atriz ou da cantora que a dublou, a exemplo de ‘My Fair Lady’ com Audrey Hepburn e Marni Nixon, ou o próprio ‘Cantando na chuva’, com Debbie Reynolds e Betty Noyes.

Ator cantando debaixo de uma chuva

Além do acervo da Philharmonie, a exposição, com mais de 200 filmes destacados, traz ainda itens do Acervo Marc Wanamaker|Bison Archives, dos Estados Unidos, itens originais do acervo do MIS e de coleções parceiras como Cinemateca Brasileira, FAAP,  Museu Carmen Miranda, do Rio de Janeiro, entre outras, incluindo acervos particulares como do diretor Roberto Farias (1932-2018), responsável pela direção dos musicais estrelados pelo cantor Roberto Carlos.

Para quem visitar a exposição, que fica aberta de terça a domingo, incluindo feriados, até 16 de fevereiro de 2020, o passeio conta ainda com uma programação paralela que envolve mostras de cinema, cursos, workshops, palestras e atividades voltadas para as crianças. É possível conhecer os espaços com agendamento para caravanas, onde as turmas devem ter entre 10 e 45 pessoas, e também em grupos com o acompanhamento de um funcionário do Educativo do MIS, com duração de 90 minutos de permanência.

Sessões gratuitas de cinema em Janeiro de 2020

Durante o mês de janeiro, além da exposição, a amostra contará ainda com exibições de filmes musicais que marcaram época, como “Amor, Sublime Amor” (versão brasileira de (“West Side Story”), “Hair” e “The Rocky Horror Picture Show”.  As sessões serão gratuitas sempre a partir das 14h e é preciso  retirar os ingressos com uma hora de antecedência. O auditório tem capacidade para 172 pessoas. 

Agenda das sessões de cinema:

07/01 – Hair

15/01 – The Rocky Horror Picture Show

21/01 – Amor, Sublime Amor

28/01 – Charity, Meu Amor

04/02 – O Prisioneiro Rock

SERVIÇO:

Onde: Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo
Quando:
Até 16 de fevereiro de 2020
Terças a sábados, das 10h às 20h (com permanência até 22h); domingos e feriados, das 10h às 19h (com permanência até 21h)
Quanto:
R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia) | PROMOÇÃO DE FÉRIAS: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10 (meia)
Vendas: Ingressos antecipados no site da Sympla
Entrada gratuita às terças-feiras e para crianças até cinco anos
Classificação indicativa Livre

Museu da Imagem e do Som – MIS
Estacionamento conveniado: R$ 18
Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

 

Etiquetas
Mostrar mais

Grazy Pisacane

Jornalista Cultural e Assessora de Imprensa, apaixonada por teatro musical.

Artigos relacionados

Comente

Botão Voltar ao topo
Fechar